×
Loading ...

Cirurgia do saco anal para cães

Os sacos anais fornecem a um cão o equivalente a uma habilitação ou passaporte para o mundo canino. O odor produzido pelas glândulas é específico para cada animal, e permite que os cães identifiquem uns aos outros com uma farejada. Porém, cães de estimação às vezes têm problemas de saúde com a impactação do saco anal, e infecções que podem precisar ser resolvidas com remoção cirúrgica.

Um veterinário pode recomendar a remoção cirúrgica dos sacos anais de um cão (Dean Golja/Digital Vision/Getty Images)

Função

Os sacos anais têm uma função importante e diversificada nos animais que os têm. A maioria dos predadores os possuem, embora os humanos não. Também chamados de glândulas anais, eles são encontrados em cães e gatos, em ambos os lados e um pouco abaixo do ânus. O saco fica abaixo da pele, e um pequeno tubo sai a partir dele até uma abertura perto do ânus. A liberação do cheiro forte é feita por meio destas glândulas, semelhante ao que os gambás fazem. Em cães e gatos, uma secreção malcheirosa e corrimento é emitida pelos sacos e depositada no topo das fezes para marcar o território. Cães e gatos também identificam uns aos outros ao cheirar a região de outros animais onde as glândulas estão localizadas. A secreção liberada por cada animal tem um odor único.

Loading...

Problemas

Os sacos anais podem causar problemas em cães de estimação. Impactos, abscessos e infecções são problemas comuns devido a várias causas. Às vezes os dutos do saco anal de um cão não se formam adequadamente, ou as secreções da glândula são muito espessas. Fezes soltas podem bloquear as aberturas do duto também. Isso provoca irritação e dor aos cães, que podem arrastar no chão ou lamber seus ânus frequentemente. Se um saco anal adquirir um abscesso, a pele ao redor dele ficará machucada e vermelha. Tumores na região também podem ocorrer, mas isso não é comum.

Procedimento

Os sacos anais que ficaram impactados devem ser limpos por um veterinário ou pelo dono. Os abscessos devem ser lancetados e drenados por um veterinário, e geralmente são prescritos alguns antibióticos. Porém, se os problemas nos sacos anais se tornarem crônica, o veterinário pode recomendar que as glândulas sejam removidas. Conhecido como uma "saculectomia anal", a cirurgia é considerada um procedimento simples. Duas pequenas incisões são feitas na região traseira do cão, logo acima do local onde estão os sacos anais. Eles são removidos e cada incisão recebe algumas suturas.

Cuidados pós-operatórios

O cão geralmente pode ir para casa no mesmo dia da operação. O veterinário prescreve analgésicos e antibióticos para prevenir infecções, que apresentam um alto risco por haver material fecal próximo às incisões; por conta disso, é importante administrar ao cão um curso completo de antibióticos depois da cirurgia. Alguns cães têm problemas em defecar por alguns dias porque a região anal está dolorida durante o processo de cura das incisões. Em ocasiões raras, a incontinência fecal permanente pode ocorrer por conta da cirurgia se os nervos forem danificados acidentalmente. O cão não deve morder ou lamber as suturas, então pode ser necessário colocar um cone plástico grande, conhecido como colar elizabetano, em volta do pescoço do animal para restringir os movimentos da cabeça. O veterinário pode exigir uma consulta de rotina cerca de uma semana depois da cirurgia para ver como estão as incisões.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...