Comparações entre resina poliéster e resina epóxi

••• Jupiterimages/BananaStock/Getty Images

Embora 75% das resinas utilizadas pelos consumidores sejam de poliéster insaturado (o uso de resinas de poliéster saturado é limitado a revestimentos), as resinas epóxi se mostram superiores em múltiplos usos e duração. Embora ambas funcionem bem tanto acima quanto abaixo da água, a epóxi resiste completamente à umidade, ao contrário da poliéster. Conhecer as propriedades, vantagens e limitações desses dois agentes aglutinantes pode lhe ajudar a escolher qual deles é o melhor para o seu projeto.

Vantagens

Fox Photos/Valueline/Getty Images

A principal vantagem da resina de poliéster é a estabilidade mecânica, química e elétrica de suas propriedades. A vantagem primária da resina epóxi são suas superiores propriedades mecânicas na produção de complexos de alta funcionalidade de diferentes materiais. A epóxi vence o poliéster em sua resistência a ambientes e líquidos ácidos. Com suas propriedades elétricas superiores, performance marcante em altas temperaturas e habilidade de grudar em múltiplos tipos de superfície, a resina epóxi outra vez bate o poliéster.

Força

Burke/Triolo Productions/Brand X Pictures/Getty Images

Por dissolver-se com maior facilidade e com durabilidade baixa, a poliéster é mais apropriada para a construção de objetos leves. Em tensão e força da flexibilidade, a resina epóxi é a melhor das duas e é especialmente útil para ligação de grande força.

Usos

Jupiterimages/Creatas/Getty Images

Compatível apenas com materiais de fibra de vidro, as resinas de poliéster têm uso limitado para laminar, juntar e reparar. Ambas as resinas são populares na indústria marinha, mas a força e durabilidade da epóxi a torna a primeira opção. A resina de epóxi reforça materiais como vidro, carbono e materiais aeroespaciais.

Adesão

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

A resina epóxi tem a extraordinária habilidade de unir materiais dissimilares e já unidos. Resinas de poliéster têm o mais pobre poder de aderência. Resinas superiores de epóxi apresentam uma força de adesão de 2000 p.s.i., enquanto as de poliéster, uma de 100 p.s.i.

Outros fatores

Visage/Stockbyte/Getty Images

A validade do poliéster é de 18 a 24 meses e um mínimo de dois anos para epóxi. A epóxi tem um maior tempo de secagem, com cinco a sete dias, contra seis a oito horas do poliéster. Ela também custa mais do que a resina de poliéster. poliéster permite tempo de trabalho de 20 a 30 minutos. Dependendo do catalisador usado com a resina epóxi, o tempo de trabalho atinge de 30 minutos até seis horas.

Mais recentes

×