Relógios de pulso usados por militares

••• boingboing.com, Marathon Watch Company, Lumonix, Hamilton, Seiko, olive-drab.com

Os militares dos EUA têm permissão para usar relógios comerciais ou militares que atendam às especificações do exército. A maioria dos relojoeiros hoje vendem relógios baratos, de estilo militar, que atendem aos critérios requeridos. Entre estas marcas estão Hamilton, Seiko e a Marathon Watch Company. A maioria dos relógios mecânicos ou de quartzo possuiu ponteiros ao invés de mostradores digitais para facilitar a leitura noturna.

História

Antes da Primeira Guerra Mundial, relógios de pulso eram considerados acessórios femininos. Mas a guerra de trincheiras fez com que fossem percebidos como objetos práticos para as operações táticas. Rolex e outras marcas líderes de relojoaria supriram os soldados com relógios duráveis, precisos, com números grandes, ponteiros luminosos e uma grade de metal sobre o mostrador para proteção. Os modelos posteriores possuíam ponteiros luminosos sobre um mostrador com fundo escuro para facilitar a leitura noturna.

Contexto

O exército não possui requerimentos específicos para aparência e constituição do relógio para ser usado para propósitos militares. Contudo, possui especificações para seu desempenho. Ao desenvolver requisitos apenas para o desempenho, abriu a possibilidade para o uso de relógios comerciais.

Especificações

Especificações militares, aplicadas desde 1989, requerem que trítio em ampolas subsitua a tinta luminosa à base de trítio. O ponteiro e mostrador foram modificados para atender a essa mudança, assim como o requerimento que o símbolo de radioatividade do H3 seja mostrado

Uso padrão

Fabricantes de relógios militares, como Stocker & Yale e a Marathon Watch Company, produzem relógios de pulso acessíveis que atendem aos requisitos militares. Por exemplo, o Sandy P650 Type 6 Navigator da Stocker & Yale é usado por integrantes do exército e marinha, inclusive pelos Ranger, SEAL e Forças Especiais. O Sandy P650 mede 46 mm de comprimento, 45 mm de largura e 10 mm de espessura, possui uma tira de náilon preta e é resistente à água e choque. Seu mecanismo e mostrador estão protegidos em uma caixa preta não reflexiva de liga em náillon.

Quartzo versus mecânico

Relógios militares não são tão caros e podem tanto ser vendidos para militares quando para civis por um valor em torno de R$100. Os fabricantes gostam de enfatizar a durabilidade, mas reconhecem as condições extremas que precisam enfrentar e os fabricam como peças descartáveis. É preciso dar corda diariamente em um relógio mecânico e este é bastante confiável, mas um relógio de quartzo é mais resistente a longo prazo. Alguns modelos de quartzo possuem caixas que não podem ser abertas e são descartados quando a bateria acaba.

Relojoeiros

Cammenga, Stocker & Yale, Marathon Watch Company e outros relojoeiros produzem relógios militares com modelos limitados, embora atualmente a Marathon Watch seja a única fabricante oficial. Durante a Segunda Guerra Mundial, Bulova e Hamilton produziram grandes quantidades de relógios militares. Durante a Guerra do Vietnã, a Hamilton foi a mais popular dentre os soldados.

Atualmente

Tropas dos EUA no Iraque e Afeganistão alternam o uso de relógios comerciais ou militares, mas relógios comerciais que não atendem aos requisitos das forças armadas não podem ser comprados com direito a reembolso a não ser com a autorização do comandante da unidade. Além disso, os relógios que não atendem às especificações não podem ser usados em operações táticas.

Mais recentes

×