×
Loading ...

Como reproduzir Phalaenopsis

Quando finalmente aquelas lindas flores da orquídea-mariposa, Phalaenopsis, murcharem na sua apreciada planta, você terá uma escolha. Cortar o pedículo das flores e tentar esperar a próxima floração, ou então reproduzir mais plantas, estimulando folhas e raízes a se formarem no pedículo. Essas folhas são os primórdios de uma plantinha chamada keiki, uma palavra havaiana que significa "bebê". Um keiki é um clone genético exato da planta-mãe e formará uma série completa de raízes e folhas. Depois de cortado e posto em um vaso, crescerá até se tornar uma planta de tamanho natural.

Instruções

Reproduza mais plantas Phalaenopsis no pedículo da flor depois de as flores murcharem (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  1. Selecione uma planta saudável, em plena floração, que você gostaria de reproduzir. Desfrute das flores até murcharem e a última delas secar e cair.

    Loading...
  2. Corte o pedículo da flor com uma lâmina estéril a cerca de 0,6 cm acima do nodo superior. Os nodos são folhinhas verdes de formato triangular (brácteas) no pedículo, logo abaixo de onde se encontrava a flor mais baixa.

  3. Ponha a Phalaenopsis em uma área mais escura que a sua área normal de crescimento. Depois de algumas semanas, uma ou mais brácteas podem começar a se expandir e desenvolver folhinhas ou raízes. Isto nem sempre acontece. Às vezes, em vez disto, a bráctea superior produzirá outra espiga de flores ou apenas definhará e morrerá.

  4. Ponha a Phalaenopsis com o keiki em desenvolvimento em sua área normal de crescimento. é preciso deixar o keiki se desenvolver até se tornar uma espiga florida, durante as próximas 14 a 26 semanas, ou até terem se desenvolvido duas folhas e um par de raízes de cerca de 5 a 7,5 cm de comprimento.

  5. Corte o pedículo da flor com uma lâmina estéril, a cerca de 2,5 cm de distância do keiki totalmente desenvolvido, para removê-lo da planta-mãe.

  6. Encha um vaso até mais ou menos a metade com a sua mistura favorita de substrato para orquídeas. Escolha um vaso em que as raízes de keiki se adaptem sem se curvar e cujo diâmetro seja cerca de 2,5 cm maior que a extensão da folha do keiki. Isto dará mais espaço para crescimento durante um ano. Use uma mistura de substrato para orquídeas em padrão fino, médio ou graduado para mudas.

  7. Plante o keiki em outro vaso. Encha-o então com mistura de substrato ao redor das raízes para mantê-las firmes. Geralmente, há apenas um par de raízes curtas que se adaptam facilmente no vaso. A base da folha mais baixa do keiki deve estar logo acima da superfície.

  8. Regue a nova Phalaenopsis e cuide-a da mesma maneira que a planta-mãe. Levará de um ano e meio a dois para a nova planta florescer, e então, todo ano, você a replantará nas primeiras estações.

Loading...

Dicas

  • Muitos alimentos para orquídeas contêm uma substância química, geralmente referida como pasta para keiki, com hormônios que aumentam as possibilidades da produção de keiki na Phalaenopsis. Aplique-os nos nodos do pedículo, depois de cortado, para incentivar a produção de keiki, em vez de mais flores.

Aviso

  • Se você cultiva normalmente a Phalaenopsis no nível mais alto de luminosidade da sua tolerância à luz, ela poderá sofrer um choque, se for deslocada de repente de um local escuro de volta à luz intensa. Aclimate gradualmente a planta-mãe com keikis, mudando-a para lugares cada vez mais claros e sob luz intensa durante uma ou duas semanas.

O que você precisa

  • Phalaenopsis em floração
  • Lâmina estéril
  • Vaso para orquídeas
  • Mistura de substrato para orquídeas, em concentração fina ou média

Referências

Loading ...
Loading ...