Quanto do meu salário deve ser gasto em aluguel?

Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images

Independentemente da sua questão financeira, economizar dinheiro é sempre uma boa ideia. Criar um orçamento equilibrado inclui o gerenciamento de seus gastos mensais e a renda de cada salário. O aluguel é o principal custo da lista de despesas pessoais, mas quanto você deve gastar com ele? Nem sempre é um cálculo simples e há uma série de fatores a ter em mente ao estimar o quanto você deve economizar do seu salário.

A porcentagem

Jupiterimages, Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images

Quando entender o quanto você deve gastar em aluguel em relação ao seu salário, a maioria dos conselheiros financeiros e orçamentistas concordam com aproximadamente a mesma porcentagem. O aluguel deve ser de aproximadamente 30% do seu salário líquido, ou seja, cerca de um terço da sua renda banca o seu apartamento. Independentemente de você morar em uma cobertura ou quitinete, o aluguel vai afetar o quanto você gasta por mês pela habitação.

Calcule sua renda

Burke/Triolo Productions/Brand X Pictures/Getty Images

Se você for pago semanalmente, multiplique seu salário líquido por 52 e divida por 12 para obter sua renda mensal. Se for pago a cada duas semanas, multiplique por 26 e divida por 12 para chegar à resposta. Adicione qualquer outra renda mensal que você tenha (ou seja, a renda do cônjuge ou de outras fontes). Divida o valor do aluguel pela sua renda mensal e multiplique por 100 para obter a sua renda como uma percentagem do valor total.

E quanto os serviços de utilidade pública?

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

Às vezes, as propriedades de aluguel incluem o custo dos serviços públicos. Elas incluem principalmente eletricidade, aquecimento e ar condicionado (se não forem elétricos), água e lixo. Os consultores financeiros geralmente incluem esses custos no orçamento de 30% para o aluguel. Se você pagar mais por serviços públicos, é preciso determinar o quanto eles vão custar e incluir esse valor em seus cálculos.

Os números

Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Apesar de 30% ser a porcentagem aceitável de renda para o aluguel, o rendimento total distorce esse número. Na realidade, quanto mais modesta for a sua renda, maior será a porcentagem que você vai pagar para a habitação. Por exemplo, se sua renda mensal for de aproximadamente R$ 2.000, você não deveria estar gastando mais de R$ 700 com aluguel e utilidades. Dependendo de onde você mora, encontrar um apartamento adequado por esse preço pode ser impossível. Por outro lado, quem tiver rendimentos muito elevados tendem a pagar uma menor percentagem global de aluguel.

Geografia

Jupiterimages/Creatas/Getty Images

O lugar onde você mora é o único fator mais importante no custo do aluguel. O que você paga por uma quitinete na capital, por exemplo, provavelmente seria equivalente a uma cobertura luxuosa, cheia de cômodos no interior. Além disso, cada cidade tem os seus bairros mais ​​e menos desejáveis​​. A escolha do seu local está ligada a uma série de variáveis ​​‒ nomeadamente o trabalho, a família e a preferência pessoal. Esse último é muitas vezes substituído pelos dois primeiros.

As acomodações

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Ligado à escolha da sua cidade estão os próprios alojamentos. Independentemente de qual cidade ou bairro você escolher, a instalação em si desempenha um grande papel no custo do aluguel. É um complexo com vários apartamentos e cheio de cortesias ou uma antiga casa transformada em alguns apartamentos? É limpo e bem cuidado? Existe um gerente no local ou supervisor? O tamanho do apartamento também influencia no aluguel. Obviamente, uma quitinete ou um apartamento de um quarto custará menos do que um local maior, mesmo que eles estejam no mesmo complexo.

×