Alergia ao pessegueiro e asma

Escrito por taylor divico | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alergia ao pessegueiro e asma
A sensibilidade ao pessegueiro provoca sintomas orais de síndrome alérgica (Peach & half peach image by Galaiko Sergey from Fotolia.com)

Os pêssegos crescem em árvores decíduas e são da família das rosas. Os pessegueiros são autóctones da China e produzem frutos em climas onde as temperaturas variam entre 20ºC e 30ºC. A época de polinização dessas árvores começa na primavera e dura todo o verão, florescendo em temperaturas quentes. Pessoas com alergias ao pólen e a outras frutas e vegetais estão predispostas a serem alérgicas ao pessegueiro.

Outras pessoas estão lendo

Significância

Indivíduos com alergias ao pêssego tipicamente apresentam alergias a pólens, incluindo os de bétula e artemísia e outras frutas, legumes e nozes associados à família das rosas, como amêndoas, ameixas, damascos, maçãs e cerejas. As pessoas que possuem sensibilidade ao pêssego apresentam sintomas após o consumo devido à libertação de histamina, que causa a secreção de muco e inflamação da passagens nasais e respiratórias, o que leva a uma variedade de sintomas de alergia e asma.

Sintomas

Comer pêssegos pode causar diversas reações digestivas, como náuseas, vômitos e refluxo em indivíduos alérgicos. Podem ocorrer ainda reações na pele, como eczema ou erupções cutâneas e sintomas de fadiga ou enxaquecas no sistema nervoso. Pessoas com alergias associadas ao pólen podem sofrer com reações cruzadas, incluindo sintomas de rinite alérgica como congestão, coriza e espirros e conjuntivite e reações alérgicas de asma como aperto no peito, falta de ar, chiado e tosse.

Reatividade cruzada

Os alérgenos de reatividade cruzada são alimentos que o corpo confunde com um alergéno de pólen devido à semelhança na estrutura molecular do pó com o alimento. Os pêssegos são reativos cruzados com o pólen da bétula, quenopódio, látex e artemísia, ou seja, pessoas alérgicas a esses pólens ou alimentos relacionados a eles podem apresentar alergia quando consumirem pêssegos. Alergias de reação cruzada normalmente causam síndrome de alergia oral.

Síndrome de alergia oral

As reações da síndrome de alergia oral são apresentadas com mais frequência quando os indivíduos alérgicos comem alimentos crus, e não frutos e legumes cozidos ou descascados. As reações incluem inchaço, prurido, formigamento da língua, boca e garganta e aperto na garganta ou, em casos graves, dificuldade em engolir. A SAO pode desencadear ou agravar a asma alérgica levando a respiração apertada e ataques de asma.

Tratamento

Eliminar a exposição a pêssegos e pólens de reação cruzada reduz o aparecimento de sintomas em pessoas alérgicas. Descascar os pêssegos ou cozinhá-los antes do consumo pode ser eficaz para algumas pessoas com sintomas leves. Tomar anti-histamínicos orais defende o corpo contra a liberação de histamina durante a SAO e as reações de rinite. Aplicar anti-histamínicos tópicos ou cremes de corticosteroides ajuda a reduzir a irritação da pele como resultado da ingestão de pêssegos. Os medicamentos para a asma alérgica, como beta-antagonistas, modificadores de leucotrienos e corticosteroides inalados aliviam os sintomas da asma, abrindo as vias respiratórias.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível