Sintomas da alergia ao queijo

Escrito por taylor divico | Traduzido por ludmila cavalcanti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas da alergia ao queijo
A alergia ao queijo é causada ​​por uma reação adversa no corpo (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

A alergia a queijo é causada ​​por uma reação adversa no corpo, a qual ocorre após a ingestão. Essa reação faz com que o anticorpo imunoglobulina E (IgE) reconheça produtos químicos, proteínas ou mofo encontrados no queijo como substâncias nocivas. Os anticorpos defendem o organismo liberando histaminas químicas para lutar contra o alérgeno do queijo. A produção de histamina provoca inflamação das vias nasais, pulmões, orelhas, olhos e pele, levando a reações alérgicas que podem resultar em uma variedade de sintomas.

Outras pessoas estão lendo

Alergia ao mofo

Pessoas que sofrem de alergias à penicilina e ao mofo são suscetíveis ao desenvolvimento de alergia de reação cruzada a queijos envelhecidos, como gorgonzola e asiago, que contêm mofo. A alergia ao queijo envelhecido geralmente produz sintomas alérgicos orais identificados por prurido, coceira ou sensação de queimação nos lábios, língua, boca e garganta. Esses sintomas são acionados dentro de cinco minutos após a ingestão e podem ser acompanhados de irritação da pele, inchaço facial, sinusite, congestão nasal, espirros, conjuntivite alérgica e asma.

Sensibilidade à tiramina

A tiramina é uma substância química encontrada em alimentos fermentados. Este aminoácido estimula respostas de histamina em indivíduos alérgicos com sensibilidades químicas, resultando em níveis excessivos de histamina, que circula por todo o corpo e agrava sintomas pré-existentes ou provoca reações como espirros, congestão, coceira nos olhos, urticária, batimento cardíaco aumentado, dores de cabeça, pressão arterial alta e dificuldade de respiração. A tiramina é encontrada em queijos processados, queijos à base de soja e queijos envelhecidos, como parmesão, romano, asiago, brie, americano, roquefort, gouda, provolone e colby.

Alergia a laticínios

A alergia aos laticínios como leite e queijo causa reações devido às proteínas alergênicas que o corpo não consegue processar. O queijo, principalmente os mais duros, contém caseína e soro de leite, sendo a caseína o gatilho primário para a alergia. A alergia ao queijo causa sintomas de desatenção, letargia, olheiras, erupções cutâneas, prurido, urticária, eczema, desconforto digestivo indicado por náuseas, vômitos, cólicas, diarreia, além de problemas respiratórios como congestão, chiado, aperto no peito, dor de garganta e ataques de asma.

Intolerância à lactose

As pessoas com intolerância à lactose sofrem de sintomas gastrointestinais que imitam os sintomas da alergia a laticínios como inchaço, cólicas, náuseas, flatulência e diarreia, muitas vezes fazendo com que ambas as condições se confundam. A intolerância à lactose ocorre devido a deficiências de lactase no sistema digestivo, sendo que o organismo não consegue produzir as enzimas necessárias para digerir a lactose contida nos produtos lácteos. Os médicos realizam exames de respiração para diagnosticar ou eliminar a possibilidade de intolerância à lactose, que é útil no diagnóstico e tratamento de alergias a laticínios.

Diagnóstico e tratamento

As alergias ao queijo são mais eficazmente tratadas evitando-se os estímulos. Manter um registro dos sintomas pode ajudar a determinar a origem da alergia, enquanto que as reações aos alimentos podem dar outras pistas sobre se há uma alergia ao leite ou a um produto químico. A ricota e o queijo cottage podem ser substitutos na dieta para pessoas alérgicas a mofo e tiramina, pois não contêm ingredientes alérgenos ativos. Os sintomas da alergia ao queijo podem ser tratados com anti-histamínicos orais e tópicos, inaladores e corticosteroides.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível