Como aprender o japonês falado

Escrito por amy mcnulty | Traduzido por erika f curto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como aprender o japonês falado
Aprender o japonês falado pode te dar uma vantagem ao lidar com japoneses nativos, tanto nos negócios quanto em ambientes informais (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Aprender o japonês falado pode ser o resultado natural de um interesse na cultura japonesa, o desejo de realizar negócios com os japoneses, ou simplesmente a ambição de enfrentar uma linguagem desafiadora. Apesar de o japonês ser uma língua complicada que não pode ser dominada rapidamente, começar pela língua falada é uma escolha sábia, pois é provável que ache mais fácil aprender a fala do que a escrita.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Domine a pronúncia das vogais em japonês. Com poucas exceções, o japonês falado é linear, pois cada sílaba segue um padrão simples de pronúncia, como Shigeru Miyagawa, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, explica. Ao contrário do inglês, em que os interlocutores normalmente pronunciam as palavras de forma diferente do que está escrito, as palavras japonesas aparecem como elas são pronunciadas, assim como a maioria das palavras em português.

    Comece com as vogais e será possível pronunciar a maioria das outras sílabas na língua. Todas elas são pronunciadas exatamente como no português do Brasil, conforme segue abaixo:

    A = Ah I = Ih U = Uh E = Ê O = Ô

    Note que a pronúncia mantém a mesma sonorização que as vogais expressas em português.

  2. 2

    Memorize a pronúncia de sílabas japonesas. Assim que a pronúncia da vogal tenha tornado-se natural, é possível adicionar sons consonantais, para criar sílabas completas. Certifique-se de cada sílaba rime com a pronuncia de "ah, ih, uh, ê, ô".

    Não se preocupe com o alfabeto escrito ainda, foque-se na pronúncia. Memorizando a pronuncia de todas as sílabas da língua é necessário, pois cada sílaba em uma palavra é falada. Por exemplo, ao se deparar com a palavra "konnichiwa", sua prática ao citar cada sílaba em voz alta, o guiará para a pronuncia correta: "kô-n-ni-chi-uá".

    A maioria das consoantes japonesas são pronunciadas como as contrapartes em português, mas note que nem todas as consoantes do português aparecem naturalmente na linguagem japonesa (mais notável nos sons de "l" e "v"). A pronuncia japonesa de sons de "r" soam similares ao "r" do português misturado ao "l". Enrole sua língua um pouco, ao pronunciar o "r" em japonês.

  3. 3

    Estude o vocabulário todos os dias. Não é possível falar japonês sem uma compreensão do vocabulário deles. Aprenda ao menos dez palavras japonesas novas todos os dias. Antes de iniciar uma nova lição, revise todas as palavras previamente aprendidas. Use cartões de estudo, ou aplicativos online para auxiliá-lo.

  4. 4

    Aprenda a estrutura básica de frases. Por conta do idioma japonês falado depender muito do contexto, a fraseologia japonesa mais básica consiste de um verbo só. Diferentemente, ao construir uma frase simples, é pretendido indicar o sujeito, o objeto e em seguida, o verbo. Lembre-se de que não importa o quão complexa é a frase fique, o verbo aparece no fim, ou muito próximo do final de uma frase e sempre vem depois do sujeito e de um objeto.

    Três estruturas de frases japonesas básicas: 1. Verbo 2. Sujeito + Verbo 3. Sujeito + objeto + verbo

  5. 5

    Participe de um curso de conversação de japonês. Se possível, procure por aulas locais oferecidas por universidades e centros culturais que ensinem o japonês básico. Um curso de conversação irá fornecer a oportunidade de praticar o japonês falado em voz alta, em situações falsas com as quais talvez você acabe se deparando no Japão.

    Caso não encontre uma classe em sua região, inscreva-se em um curso de conversação online, no qual seja possível participar usando um microfone e programas de conversação.

Dicas & Advertências

  • Assista filmes, programas de TV e animes japoneses com legendas, para expor-se a língua falada regularmente. Até mesmo noticiários podem ajudá-lo a aprender o vocabulário.
  • Procure passar um tempo no exterior, se possível. A imersão completa é mais eficiente para forçá-lo a praticar seu japonês com maior frequência.
  • Não espere aprender japonês do dia para a noite. É preciso dedicar tempo -- preferencialmente ao menos de 40 a 60 minutos diariamente -- para progredir na língua.
  • A linguagem é algo além do que apenas o que é dito. É também relacionada a como é pronunciada. Familiarize-se com a cultura japonesa, para não insultar alguém sem querer.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível