Como calcular a distorção na impressão flexográfica

Escrito por t.c. edere | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular a distorção na impressão flexográfica
Gutenberg nunca teve esses problemas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Coloque um pouco de "Silly Putty" (cola de silicone) em cima das tirinhas do jornal e, depois, coloque-o ao redor de uma lata. Você notará que os caracteres ficarão alongados e distorcidos. Isso, exibido de forma simples, é o problema da distorção na impressão flexográfica. As placas planas e flexíveis de impressão que dão nome ao processo devem ser colocadas ao redor de cilindros na hora da impressão. Isso faz com que elas se alonguem e distorçam as imagens contidas nelas. As impressoras calculam a quantidade de distorção para que a imagem na placa possa ser alterada durante a fabricação. Depois, quando a placa é pressionada, a imagem se "distorce" e fica com as dimensões certas.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Calculadora
  • Fita métrica

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Meça o comprimento da impressão. Como exemplo, iremos calcular um comprimento de cerca de 76,2 cm.

  2. 2

    Meça a espessura do meio de impressão na placa, a qual consiste normalmente de um revestimento de fotopolímero aderido a uma placa de suporte de poliéster. Assuma que a placa tem cerca de 0,29 cm de grossura, contando a parte posterior de 0.01 cm. O fotopolímero tem então cerca de 0,28 cm.

  3. 3

    Multiplique 2 pelo valor de "pi" truncado a quatro casas decimais, ou seja, 2 x 3,1415. Multiplique o resultado, 6,2830, pela espessura do fotopolímero, 0,28 cm, o que dá como resultado 1,7592. Esse valor é conhecido como a constante para uma espessura particular de placa.

  4. 4

    Divida a constante, 1,7592, pelo comprimento da impressão, 76,2. Arredonde o resultado, 0,0230866141..., para três casas decimais (0,023) e multiplique esse valor por 100, ou mova a vírgula dois lugares para a direita. O resultado, 2,3%, é o fator de distorção e o tamanho do negativo a usar para criar a placa de impressão deverá ser reduzido nessa quantidade.

Dicas & Advertências

  • O comprimento da impressão mede o tamanho de cada página individual ou envoltório que sairá da impressora rotativa. Normalmente, o valor é fornecido pelo cliente, que conhece o tamanho do produto que quer, e a impressora deve ajustar os rolos do cilindro de acordo com a impressão. O comprimento é importante para o cálculo pois normalmente é ele, e não a largura, do prato de impressão que fica distorcido.
  • Lentes anamórficas, os primos óptimos das casas de espelhos, são o que se usa para criar o negativo da imagem a gravar na placa de impressão, reduzindo o comprimento da imagem e conservando a largura. As placas de fotopolímero são feitas através de impressão por contato, colocando o negativo contra a placa e, portanto, o tamanho do negativo determinará as dimensões da imagem.
  • Há calculadoras e tabelas de distorção disponíveis online, como por exemplo as do site "Flexo Exchange", um serviço de consultoria para impressoras flexográficas. Em vez de medir diretamente a placa de impressão, as fórmulas medem de forma precisa o cilindro que criará a distorção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível