Carcinoma de células escamosas da epiglote em cães

Escrito por cate burnette | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Carcinoma de células escamosas da epiglote em cães
Os cânceres orais são relativamente comuns em cães (Ryan McVay/Digital Vision/Getty Images)

Os cânceres orais são relativamente comuns em cães, sendo os mais comuns os carcinomas de células escamosas. Se o câncer ocorrer na parte posterior da garganta do cão, sua localização pode ser próxima ou na traqueia, levando o tumor a se disseminar para a laringe (a abertura superior da traqueia) e epiglote.

Outras pessoas estão lendo

Definições

O carcinoma de células escamosas é um câncer encontrado no epitélio escamoso (as células escamosas, semelhantes a placas, da pele e membranas mucosas) dos cães. A epiglote é uma estrutura semelhante a uma pálpebra sobre a abertura da traqueia que se fecha quando o cão engole, permitindo que o alimento desça pelo esôfago até o estômago sem se deslocar para os pulmões. Um carcinoma de células escamosas da epiglote é normalmente uma extensão de um câncer nasal ou oral que se espalhou para as membranas mucosas do palato superior e traqueia.

Sintomas da doença

Os sintomas do câncer epiglótico dependem da localização e tamanho do tumor e são muito semelhantes aos do câncer oral. O animal pode ter um acentuado mau hálito, maior salivação com possível baba. Pode ocorrer alguma perda dentária e dor na boca, e o cão pode dar sinais de engasgo ao engolir. Os proprietários podem ver uma massa na parte posterior da garganta, que interfere na alimentação e ingestão de líquidos; se a massa for particularmente grande, ela poderá levar o cão à anorexia.

Tratamento

A excisão cirúrgica em geral é a forma inicial de tratamento dos cânceres orais; todavia, se o tumor alcançou a epiglote e a traqueia, isto apresenta um problema especial para o cirurgião veterinário, possivelmente necessitando de cirurgia reconstrutiva. Se o câncer enviou metástases para a maxila ou mandíbula (mandíbula superior e inferior), parte do osso pode ser removida.

O veterinário pode recomendar uma série de radioterapia, seguida de quimioterapia para eliminar quaisquer células cancerosas não removidas durante a cirurgia. A droga antineoplásica típica (destruidora de câncer) usada para carcinomas de células escamosas chama-se Cisplatina, que age destruindo o DNA das células cancerosas para que não possam se reproduzir.

Cuidados pós-operatórios

Os cães que recebem tratamento para carcinomas de células escamosas precisarão de extensos cuidados domiciliares após a cirurgia. Geralmente, ocorre inchaço facial após a cirurgia, e o veterinário pode recomendar uma série de compressas frias e quentes para aliviar a inflamação e a dor concomitante. Normalmente, os veterinários pedem aos proprietários para oferecer a seu cão alimentos moles ou misturados por três a quatro semanas, sem brinquedos ou couro cru para mastigar nesse período.

Deve-se limitar a atividade do cão por um tempo determinado, sendo necessário lavar sua boca e garganta com água ou enxaguante antisséptico após cada refeição. Em geral, o veterinário recomenda exames de sangue e radiografias, com exames clínicos completos regulares, para observar qualquer recorrência.

Advertência

O prognóstico do carcinoma de células escamosas em cães depende dos resultados dos testes patológicos efetuados no tumor. É grande a tendência desse tipo de tumor, quando encontrado na parte posterior da boca e garganta, a se espalhar com muita rapidez, sendo necessário realizar uma avaliação física do cão para verificar se há metástases.

Mesmo com cirurgia agressiva e tratamento contínuo, se o câncer disseminou-se para os ossos ou outros órgãos do corpo do animal, o prognóstico é precário, sendo necessário que os proprietários e os profissionais veterinários considerem a qualidade dos cuidados de vida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível