Cardiomegalia canina

Escrito por lauren treadwell Google | Traduzido por camila marques dos santos

A cardiomegalia faz com que o coração do cão cresça mais que o normal. Ela não é uma doença específica e pode ser causada por vários problemas de saúde, como hipertensão (problemas na circulação sanguínea), vermes e valvopatia. Existem dois tipos principais de cardiomegalia: um é causado por dilatação, fazendo com que o coração cresça e ou outro é causado por hipertrofia ventricular, em que o coração cresce devido ao aumento do bombeamento sanguíneo. Os dois tipos podem causar sérios problemas a saúde canina, podendo resultar em uma insuficiência cardíaca.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Os sintomas da cardiomegalia canina são: fadiga, falta de ar e tontura após os exercícios, batimentos cardíacos irregulares e sussurros. A longo prazo, pode se desenvolver um líquido nos pulmões caninos e prejudicar o sistema respiratório, resultando em tosse e respiração ofegante.

Diagnóstico

A cardiomegalia canina pode ser identificada por um raio-x do tórax, ultrassom ou eletrocardiograma (ECG). O ECG guarda e interpreta os impulsos elétricos do coração, fornecendo ao veterinário informações sobre a função cardíaca. Segundo a veterinária Rachel Peeples, enquanto os primeiros estágios da cardiomegalia podem passar despercebidos, os estágios finais da doença serão facilmente detectados por ondas irregulares no ECG.

Tipos

Existem dois tipos diferentes de cardiomegalia canina: um é causado por dilatação e outro por hipertrofia ventricular. No primeiro, o músculo cardíaco apresenta um crescimento anormal e é impossibilitado de bombear todo o sangue. No segundo tipo, o coração cresce em resultado do aumento da tensão arterial, muitas vezes causado por válvulas danificadas.

Cardiomegalia dilatada

Um dos tipos mais comuns cardiomegalia causada por dilatação é a cardiomegalia dilatada. Os cães que com essa doença têm corações que puxam mais sangue do que pode ser bombeado e enviado para o organismo. Segundo o site animalhealthcare.ca, em algumas raças, essa doença é resultado de uma deficiência na carnitina, um aminoácido que aumenta a função cardíaca. De acordo com o site dvm360.com as raças doberman, pinscher, dogue alemão, boxer, pastor alemão e cocker, são os mais suscetíveis a desenvolverem essa doença.

Doença na válvula mitral

A doença na válvula mitral é uma das doenças cardíacas mais comuns em cães. Os cães que sofrem dessa doença possuem uma mutação e incapacidade de funcionamento da válvula mitral, que resulta em uma sobrecarga do volume de sangue no coração. Embora acredita-se que essa doença seja parte inevitável do envelhecimento canino, talvez esse não seja o motivo. Segundo o site dvm360.com, as células infectadas produzem serotonina, que direciona a doença. Se os cientista puderem encontrar um meio de bloquear a produção de serotonina, talvez eles possam prevenir ou curar a doença da válvula mitral canina.

Tratamento

O tratamento da cardiomegalia dependerá do motivo da doença. Porém, medicamentos diuréticos são usados para aumentar a saída de líquidos e são muitas vezes prescritos juntamente com outras drogas para diminuir o inchaço cardíaco.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media