Causas da perda de olfato em cães

Escrito por priyal dadhania | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas da perda de olfato em cães
Um cachorro pode perder seu olfato (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O olfato canino é uma das funções mais importantes de um cão. O cheiro influencia vários aspectos da vida canina, incluindo o comportamento de alimentação, a interação social e a reprodução. O olfato de um cão combinado à sua inteligência permitem que ele sirva como um nariz para os humanos, e por isso os cães farejadores são essenciais para a polícia. No entanto, alguns fatores chave podem fazer com que os animais percam esse sentido.

Outras pessoas estão lendo

Inalar um corpo estranho

Um corpo estranho pode ser inalado e ficar alojado na passagem nasal. Isso ocorre com frequência quando o animal passa algum tempo brincando na rua. Lama, grama e solo geralmente são pequenos o suficiente para adentrar o trato respiratório, mas grandes demais para passar desse ponto. Embora seja menos comum, um problema semelhante pode acontecer dentro de casa se o animal aspirar fios soltos de um tapete ou pequenas partículas de poeira. Um veterinário geralmente é capaz de remover o objeto inalado sem muita dificuldade, pois essa é uma ocorrência comum, que só causa uma diminuição temporária no olfato do cachorro.

Causas da perda de olfato em cães
Inalar grama pode fazer com que ela fique alojada nas passagens nasais do animal (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Alergias

As alergias podem causar a perda temporária do olfato. Elas tendem a ser sazonais, pois as mais comuns são causadas por grãos de pólen ou outras fibras de plantas. Por vezes elas causam espirros e podem afetar uma ou ambas as passagens nasais. Se uma alergia se desenvolver, o único sinal de incômodo são os espirros. Todos os outros fatores de estilo de vida — alimentação, hábitos de bebida e as brincadeiras — tendem a continuar iguais.

Infecções

As infecções mais comuns se desenvolvem nos dentes do animal. No entanto, podem se espalhar e atingir o nariz. Outras infecções podem ocorrer dentro das membranas do nariz. As infecções bacterianas, virais ou fúngicas nessa área podem desencadear condições crônicas se não forem tratadas.

Tumores

Estes são mais comuns em cães mais velhos. Os sinais de um tumor intranasal incluem secreção com sangue de uma passagem nasal e espirros. O tumor se desenvolve progressivamente durante seis a oito semanas e os espirros tornam-se mais frequentes. O tumor mais comum é o câncer na passagem nasal, predominantemente entre cães de focinho longo. Os primeiros sinais incluem perda do olfato, secreção de uma das passagens nasais, deformidade facial e amolecimento dos dentes. O câncer nasal geralmente progride em um período de três meses até que o animal seja diagnosticado. Os sintomas iniciais são aplicáveis a outros problemas relacionados ao nariz, o que faz com que seja difícil diagnosticar um cão instantaneamente. Os tumores costumam ser difíceis de tratar — cerca de 68% dos cães com câncer nasal não são curados, mesmo com o melhor tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível