×
Loading ...

Como celebrar o Dia de Iemanjá

Dia 2 de fevereiro é um dia de festa para quem é fiel de Iemanjá, a orixá africana também conhecida como a "Rainha do Mar". No Brasil, Iemanjá possui seguidores das mais distintas religiões. O nome vem do idioma africano Yorubá e quer dizer "a Mãe cujos filhos são como peixes”. A padroeira dos pescadores também é conhecida como a deusa do amor, da paz e da felicidade. A celebração do Dia da Iemanjá é muito popular por todo o País, especialmente no Rio de Janeiro e em Salvador, na Bahia. É quando os fiéis realizam oferendas para a deusa e celebram a data especial. Saiba como celebrar o Dia de Iemanjá.

A celebração em homenagem à Iemanjá ocorre em todo o Brasil (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)

Ritual das sete ondas

Existem muitas formas de celebrar o Dia de Iemanjá. A celebração ocorre na orla do mar. É lá que a rainha dos mares oferece de pronto toda sua força e energia para os fiéis. A forma mais popular de comemorar a data é entrando no mar e pulando sete ondas. Essa prática se tornou particularmente popular nas festas de Réveillon à beira mar. Esse ritual tem origem africana. As ondas referem-se ao número cabalístico sete, considerado de boa sorte. Mas atenção: durante as sete ondas, você não deve dar as costas para o mar.

Loading...
Tradicionalmente, deve-se pular sete ondas (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)

Participar de terreiros

Ir a um terreiro no Dia de Iemanjá promete ser uma experiência revigorante. Os terreiros sempre estão presentes na celebração e contam com a presença de muitos fiéis de Iemanjá vindos dos mais variados lugares. Tradicionalmente, diversos grupos ligados a religiões originárias da África levam os terreiros à orla da praia para os festejos. Durante a celebração, são realizados rituais religiosos e distribuições de oferendas para a Rainha do Mar. Na festa, os fiéis se vestem de azul em homenagem à Iemanjá. Os rituais variam de lugar para lugar. Geralmente, ocorre uma celebração religiosa seguida de danças típicas.

As festas no terreiro são tradicionais na celebração de Iemanjá (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)

Procissão

Além dos terreiros, alguns locais contam com procissões que começam na cidade e chegam até à orla da praia. Nesses eventos, as pessoas seguem em fila cantando e arrecadando oferendas para a Rainha do Mar. Ao chegar na praia, são realizadas orações seguidas da contemplação da imagem de Iemanjá. Geralmente, esse é um evento realizado de forma independente pelos fiéis. Mas no Rio Vermelho, em Salvador, a Festa de Iemanjá é organizada pela prefeitura e conta com estrutura de barracas, banheiros, iluminação especial e até show de fogos de artifício. Isso sem contar em desfiles de bloco com foliões prontos para celebrar o dia da Rainha do Mar.

Durante a procissão, as pessoas seguem em fila cantando e arrecadando oferendas para a Rainha do Mar (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)

Oferendas

Para completar o ritual de celebração ao Dia de Iemanjá, os fiéis realizam oferendas para a orixá. O objetivo é oferecer presentes para a deusa, a fim de homenageá-la e agradecer pela bênção. Tradicionalmente, as oferendas são colocadas em balaios e entregues aos pescadores, que são os responsáveis por colocá-las no mar. Mas também é possível entregar as oferendas pessoalmente na beira da praia. A maior parte dos presentes é representada por flores e coroas de flores nas cores azul e branco.

As oferendas são parte da celebração (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...