Cinco doenças e desordens do sistema circulatório

Escrito por tiago tostes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cinco doenças e desordens do sistema circulatório
Apresentando sintomas, não deixe de procurar o seu médico (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

As doenças e desordens do sistema circulatório respondem por grande parte da mortalidade no Brasil. Geralmente, estão associadas a predisposição genética, tabagismo, etilismo, sedentarismo, alimentação rica em açúcar e gordura, idade, entre outros. O acompanhamento médico grátis em Unidades Básicas de Saúde foi a forma que o Governo Federal encontrou para tentar controlar as doenças e desordens do sistema circulatório antes que elas se tornem graves. Conheça cinco doenças e desordens do sistema circulatório, mas não esqueça de procurar um médico caso apresente algum sintoma.

Outras pessoas estão lendo

Hipertensão arterial

É uma doença crônica caracterizada por níveis elevados de pressão sanguínea nas artérias de todo o corpo. Nela, o coração bate com mais força do que o normal e assim exerce uma maior circulação do sangue. Essa enfermidade é mais frequente em pessoas negras, em indivíduos que tenham histórico familiar de hipertensão arterial, em obesos e em tabagistas. Ela é silenciosa e só produz sintomas quando já está instalada há alguns anos.

Aterosclerose

É uma doença caracterizada pelo acúmulo de gordura na parede dos vasos. Assim, formam-se placas chamadas ateromas. Com o tempo, é depositado mais materiais adiposos e cálcio nesse local, provocando a diminuição da luz arterial, podendo até mesmo causar uma obstrução. Os fatores de risco para a aterosclerose são: diabetes, etilismo, tabagismo, hipertensão arterial, hipercolesterolemia (níveis altos de colesterol no sangue), consumo elevado de alimentos ricos em gordura, idade avançada, obesidade e hereditariedade.

Trombose

A trombose ocorre quando em algum local dos vasos da circulação sanguínea se forma um coágulo, que pode ocluir a veia e, em alguns casos, desprende-se, produzindo uma outra condição, chamada embolismo. As principais causas da trombose são: longo período de imobilidade, como pessoas que adoecem e ficam acamadas, ou em longas viagens em que a pessoa fica muito tempo em uma mesma posição, uso de anticoncepcionais hormonais ou de reposição hormonal, varizes e tabagismo.

Aneurisma

O aneurisma, protuberância ou dilatação na parede do vaso, deixa o tecido mais fraco, que pode se romper e provocar graves sangramentos. A aorta abdominal e as artérias cerebrais são os locais com maior possibilidade de serem afetados por essa condição. O processo costuma ser inicialmente assintomático. Quando acontece a ruptura do aneurisma abdominal, acontece uma grande hemorragia, que pode levar o indivíduo a óbito. Já o aneurisma cerebral quando se rompe, provoca o acidente vascular cerebral hemorrágico.

Varizes

As varizes são veias dilatadas, às vezes torcidas e doloridas, que têm válvulas que não funcionam adequadamente, deixando de impedir o refluxo do sangue. Por essas características, podem acumular sangue em seu interior, ao invés de apenas conduzi-lo. Essa desordem pode surgir em gestantes, por causa dos defeitos congênitos ou predisposição genética. A pessoa que tem varizes sente dor e inchaço nas pernas em que os vasos ficam dilatados e mais visíveis, popularmente chamadas de “veias estouradas”.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível