Mais
×

Classificação Garden para fraturas no quadril

Atualizado em 18 julho, 2017

O sistema de classificação Garden é amplamente usado para classificar fraturas do colo do fêmur, que é a porção do fêmur, ou osso da coxa, que fica perto do encaixe do quadril. Ele conecta a "cabeça" do fêmur ao eixo femoral. O sistema de classificação Garden consiste em quatro estágios e é útil para predizer o desenvolvimento de necrose avascular, ou NAV, na pós-fratura do quadril, de acordo com o website Radiopaedia. A NAV é a morte do osso quando há pouco suprimento de sangue para ele.

As fraturas no quadril são as que mais exigem hospitalização nos Estados Unidos (broken image by Allyson Ricketts from Fotolia.com)

Estágio 1

Uma fratura Garden 1 é uma fratura não-deslocada do colo do fêmur incompleta ou impactada. Quando incompleta, ela não se estende totalmente pelo osso; quando não-deslocada, as partes quebradas mantêm o alinhamento.

Estágio 2

Uma fratura Garden 2 é uma fratura completamente deslocada do colo do fêmur, que se estende inteiramente pelo osso. O tratamento cirúrgico com pinos é tipico para as fraturas dos estágios 1 e 2, de acordo com o "Livro Didático de Ortopedia" de Wheeless.

Estágio 3

Uma fratura Garden 3 é uma fratura completa, mas parcialmente deslocada do colo do fêmur, quando as partes do osso ficam parcialmente separadas.

Estágio 4

Uma fratura Garden 4 é uma fratura completamente deslocada do colo do fêmur, quando as partes do osso se separam sem nenhum alinhamento entre os fragmentos proximais e distais. O tratamento cirúrgico com pinos ou substituição completa do osso femoral proximal é exigida para as fraturas de estágios 3 e 4, de acordo com o "Livro Didático de Ortopedia" de Wheeless.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article