Quais alimentos consumir quando se tem afta

Escrito por krystal lee | Traduzido por milena legroski
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais alimentos consumir quando se tem afta
Aftas geralmente surgem ao redor da boca (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

A sensação de formigamento e sensibilidade da pele ao redor da boca, o inchaço, a vermelhidão e a coceira são sintomas do início de uma afta. Embora não haja cura específica, há maneiras de minimizar a extensão e a gravidade por meio de certos alimentos.

Outras pessoas estão lendo

Causas e sintomas

Herpes labial é causado pelo vírus herpes tipo 1. Quando uma pessoa contrai o vírus, ele reside no corpo permanentemente, habitando nas terminações nervosas da pessoa. Quando as condições são corretas, surge uma erupção, em forma de infecção, conhecida como afta. O primeiro surto geralmente resulta em sintomas como gânglios linfáticos inchados, uma sensação geral de mal-estar e úlceras na boca ou nos lábios. Os próximos casos são caracterizados pelo formigamento e pela coceira em áreas ao redor dos lábios e das narinas. Pequenas bolhas aparecem. Elas vão abrir e vazar, depois fecham-se e gradualmente desaparecem.

As feridas na maioria das vezes aparecem como resultado de estresse físico ou mental. Doenças também colocam grande pressão sobre o corpo, provocando o aparecimento de afta. A exposição excessiva ao sol pode causar feridas, também. Devido ao vírus do herpes viver em células nervosas, ele detecta mudanças nos níveis de estresse, temperatura e equilíbrio do pH e sobe para a superfície ao longo das suas fibras nervosas quando as condições são favoráveis. Uma vez na superfície, cria-se um novo vírus através de um processo de replicação, o que resulta em bolha.

Coma alimentos ricos em lisina, vitamina C e B-12

Quando você está com afta, é importante prestar muita atenção e comer os tipos certos de alimentos que irão minimizar a duração do surto.

A arginina é uma proteína que funciona como um bloco de construção para a criação de novos vírus herpes. Lisina, por outro lado, é uma proteína que tem sido considerada essencial no processo de cicatrização e na prevenção de feridas por substituição de um pouco de arginina nas células, contrariando assim a replicação do vírus do herpes. Alimentos ricos em lisina incluem peixes -- especialmente salmão, cavala e atum -- carnes, como carne bovina, frango e cordeiro, e laticínios, como iogurte , queijo, ovos e leite. Esses alimentos também contêm altos níveis de uma vitamina chamada B-12, conhecida por criar um ambiente inóspito para o vírus prosperar.

Uma dieta repleta de frutas e vegetais frescos é sempre algo bom, mas, com afta, essa dieta se torna uma decisão crucial. Frutas como maçã, pera, manga, mamão e abacate, e legumes, como beterraba, tomate, brócolis, aipo e batata, são ricos em lisina e também em vitamina C. Ela é vital para a manutenção de um sistema imunológico saudável, que evita feridas e apressa o processo de cura. Frutas e vegetais fibrosos também têm a vantagem de proporcionar uma forma de expulsar as toxinas do corpo.

Evite alimentos ácidos e comidas com altos níveis de arginina

Arginina ajuda no crescimento do vírus herpes e, se você estiver propenso a feridas, o melhor é limitar a ingestão destes alimentos e totalmente cortá-los da sua dieta, quando estiver enfrentando um surto. Os alimentos ricos em arginina incluem nozes, sementes, chocolate, café e outras bebidas com cafeína, gelatina, cereais, incluindo aveia, trigo e arroz integral, lentilhas e feijão, amoras, e frutas cítricas, como laranjas e tangerinas.

Em bom estado de saúde, o seu equilíbrio de pH fica em torno de 7,4, o que é ligeiramente alcalino. Estresse, doenças e muito sol farão com que seu corpo se mova para o lado ácido. É uma boa ideia limitar a ingestão de muitos alimentos ácidos durante um surto, enquanto o corpo trabalha para voltar a um equilíbrio normal. Limite alimentos, como qualquer coisa com vinagre. Alimentos salgados irritam as feridas e devem ser evitados, assim como os alimentos processados​​, enquanto o corpo está se recuperando.

Outras maneiras de incentivar a cura

Além de minimizar o estresse no corpo e comer muito peixe, carnes, frutas e vegetais, há outras coisas que poderá fazer para acelerar o processo de cicatrização. Aplicar gelo ou uma bola de algodão embebida em leite no local vai aliviar a dor e reduzir o tempo de cura. É uma boa ideia fazer isso ao começar a sentir o formigamento, porque ajudará a acelerar a cura desde o início. Você também pode cobrir a ferida com vaselina, que cura rápido e ajuda a proteger o local de infecção secundária. Não aplique maquiagem na área, pois os produtos químicos simplesmente irritam a ferida. Descobriu-se que alcaçuz também ajuda na cicatrização -- tente mastigar alcaçuz (de verdade) ou mesmo colocá-la em pó sobre a ferida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível