O que é comportamento animal inato e aprendido?

Escrito por marion sipe | Traduzido por sabine capello
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é comportamento animal inato e aprendido?
Uma aranha sabe naturalmente como tecer sua teia (Spider image by iumien from Fotolia.com)

Comportamento animal é o que os animais fazem ou deixam de fazer. A diferença entre um comportamento inato e aprendido é que comportamentos inatos são aqueles nos quais um animal se envolve desde o nascimento, sem qualquer intervenção. Comportamento aprendido é algo que um animal descobre por tentativa, erro e observação. O comportamento mais erudito vem do ensinamento dos pais do animal ou através da experimentação no próprio ambiente.

Outras pessoas estão lendo

Comportamento inato

O instinto é uma força poderosa no mundo animal. Ele determina os comportamentos necessários à sobrevivência, especialmente em espécies que não recebem muita orientação dos pais. Estes comportamentos são programados geneticamente em um animal; o comportamento inato é hereditário, passando de geração em geração através dos genes e também é intrínseco, o que significa que mesmo que o animal seja criado em isolamento, ainda realizará determinado comportamento; e estereotipado, o que significa que ele é feito da mesma maneira todas as vezes. Comportamentos inatos também são inflexíveis e não são modificados pela experiência e finalmente, eles são consumados, o que significa que o comportamento é totalmente desenvolvido a partir do nascimento do animal.

Exemplo de comportamento inato

Filhotes de tartarugas marinhas fornecem um dos melhores exemplos de comportamento inato. Saem dos ovos sem nunca terem visto seus pais, então não há oportunidade para a aquisição de um comportamento aprendido, no entanto, filhotes de tartarugas marinhas instintivamente cavam seu caminho para fora da incubadora enterrada. Mesmo que esta escavação leve dias, os filhotes levam o tempo suficiente para que emerjam à noite, quando estão mais seguros para lutar em direção ao mar. Não há pais presentes para lhes dizer que devem esperar anoitecer ou que devem chegar ao mar. É simplesmente um conhecimento inato, um instinto que os leva à ação.

Comportamento aprendido

Comportamentos aprendidos vêm da experiência e não estão presentes em um animal desde o seu nascimento. Por tentativa e erro, as memórias de experiências passadas e observações de outros animais, eles aprendem a executar determinadas tarefas. De modo geral, comportamentos aprendidos não são herdados e devem ser ensinados ou aprendidos por cada indivíduo; eles são extrínsecos, ou seja, não ocorrem em animais mantidos isolados dos outros ou distantes da oportunidade de tentativa e erro. Eles são permutáveis​​ -- podem mudar ao longo do tempo -- em contraste com a repetição rígida de um comportamento inato. Comportamentos aprendidos também podem ser adaptados para atender às mudanças de condições e são progressivos, ou seja, o comportamento pode ser aperfeiçoado através da prática.

Exemplo de comportamento aprendido

As abelhas constituem um exemplo interessante de comportamento aprendido. Embora o desejo de encontrar o néctar seja inato nas abelhas, elas aprendem a associar cores com a comida que elas estão procurando. Em experimentos, água com açúcar foi colocada em um prato amarelo, enquanto a água regular foi colocada em um prato azul. As abelhas aprenderam que o prato amarelo continha comida e o visitaram, ignorando o prato azul, mesmo quando as posições dos pratos foram alteradas. No entanto, quando a água regular foi colocada no prato amarelo e água com açúcar no prato azul, as abelhas continuaram a visitar o prato amarelo até que aprenderam por tentativa e erro que o que elas queriam estava agora no prato azul.

Comportamento complexo

Definir comportamento é realmente mais complicado do que "inato" ou "aprendido". A maioria dos comportamentos são uma mistura dos dois, nem completamente inata nem inteiramente aprendida. Por exemplo, alguns comportamentos inatos - como o fato de voar em insetos - pode ser aperfeiçoado ao longo do tempo e através da experiência. Gafanhotos sabem voar desde o nascimento, mas aperfeiçoam-se com a prática e eventualmente aprendem a gastar menos energia para realizar o mesmo vôo. O mesmo é certamente verdade para potros, que nascem com o conhecimento de como andar, mas ainda levam tempo para que aprendam a operar as suas pernas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível