Condições que causam perda de massa muscular

Escrito por erica starks | Traduzido por laura pinheiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Condições que causam perda de massa muscular
Corpo humano (image from http://wikibrowser.net/images)

Outras pessoas estão lendo

Paralisia

A paralisia é a perda temporária ou permanente do controle do músculo, nervo e esqueleto em determinadas áreas do corpo, podendo ocorrer após uma lesão espinhal, um acidente vascular cerebral ou outras doenças debilitantes. Indivíduos que se tornam paraplégicos (paralisados da cintura para baixo) e tetraplégicos (paralisados do pescoço para baixo) sofrem um risco moderado a elevado de perder muita massa muscular. A deterioração do músculo ocorre como resultado de estar em cadeira de rodas ou preso em uma cama sem capacidade de mover os próprios membros. Ela é geralmente mais grave nos braços e pernas, já que os indivíduos paralisados ​​são incapazes de exercitar esses membros sem o auxílio de outra pessoa. Os efeitos da perda de massa muscular podem ser diminuídos com uma fisioterapia cuidadosa auxiliada por profissionais e familiares treinados.

Distrofia muscular

A distrofia muscular é um grupo de doenças genéticas que pode ter efeitos catastróficos sobre a musculatura do corpo, começando na infância e durando até a totalidade da vida adulta. Há mais de duas dezenas de formas de distrofia muscular, todas elas com características e início dos primeiros sintomas específicos para cada uma. Os sintomas mais comuns incluem: músculos cada vez mais enfraquecidos, espasmos musculares, problemas respiratórios e cardíacos. Embora ainda não exista uma cura para a doença, combinações de remédios, cirurgia ortopédica e fisioterapia são alguns dos métodos utilizados para ajudar a diminuir a perda e degeneração dos músculos afetados.

Repouso prolongado

O repouso prolongado como resultado de coma, gravidez de alto risco ou de outra doença incapacitante a longo prazo, é uma das principais causas da perda e deterioração muscular. Nos seres humanos que se movem, os músculos começam a definhar por falta de exercício e ingestão de proteínas. Ficar restrito a deitar por longos períodos de tempo (mais de duas semanas) sem andar, levantar ou flexionar os braços e pernas pode resultar no mesmo tipo de perda muscular (atrofia) que paraplégicos e tetraplégicos têm. No entanto, se o repouso não for permanente, deve-se ter a certeza de consultar um médico para recomendações sobre planos estruturados de exercícios seguros para ajudar a recuperar e manter a massa muscular perdida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível