O que é condutibilidade sanguínea?

Escrito por john monteith | Traduzido por vanessa arnaud
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é condutibilidade sanguínea?
Condutibilidade sanguínea (blood sample image by Glenn Jenkinson from Fotolia.com)

A condutibilidade do sangue é uma medida da sua capacidade de conduzir corrente elétrica. A propriedade inversa, a resistividade, é a medida do quanto se resiste à condução de impulsos elétricos. Uma vez que a condutibilidade e a resistividade apresentarem uma relação de proporcionalidade inversa, saber o valor de uma das propriedades significa saber também o valor da outra. Profissionais de saúde podem medir a condutividade por muitas razões, como tratar um paciente que sofreu um AVC, mas o valor numérico dessa medida varia conforme diversos fatores, como volume eritrocitário, concentração de células vermelhas, concentração de eletrólitos, líquidos que conduzem eletricidade e a presença de íons solubilizados neles, além de fluxo sanguíneo.

Outras pessoas estão lendo

Volume eritrocitário

O volume eritrocitário é a proporção, em volume, do sangue que consiste em células vermelhas. Esse valor varia demograficamente, com fatores como idade e sexo. De acordo com a Mayo Clinic, o valor normal é de 38,8% a 50% em homens e de 34,9% a 44,5% em mulheres. Um volume eritrocitário superior a esses padrões cria uma maior resistividade ou menor condutividade.

Plasma

Além das células vermelhas, o plasma é o componente majoritário do sangue. Como um líquido com íons suspensos nele, o plasma é mais condutor do que as células sanguíneas. Sendo assim, quanto maior o volume plasmático, maior a condutibilidade, e, portanto, esse fator estabelece uma relação inversa com o volume eritrocitário.

Eletrólitos

A concentração de eletrólitos no sangue afeta a condutividade. Quanto mais eletrólitos, maior a capacidade de condução. A concentração é determinada pela quantificação de um ou mais íons, sendo o sódio o de maior interesse por ser o eletrólito primário do plasma.

Eritrócitos e fluxo

Os eritrócitos, ou células sanguíneas, apresentam baixa condutibilidade. Eles são côncavos em ambos os lados para ajudar na difusão de oxigênio e dióxido de carbono, sua superfície é resistente às correntes elétricas e sua orientação afeta a condutividade do sangue. Em baixas frequências de corrente elétrica, os eritrócitos se alinham ao fluxo, diminuindo a disposição contrária a ele e aumentando a condutividade nessa direção.

Valores comuns

De acordo com um estudo de S. N. Mohapatra, Kate L. Costeloe e D. W. Hill, publicado no "Intensive Care Medicine" em 1977, o valor tradicional de resistividade assumido para um volume eritrocitário normal é de 150 ohm-centímetros. A condutividade é o inverso, portanto, 0,00667 siemens por centímetro ou 0,667 siemens por metro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível