Conheça os componentes das escovas de alisamento

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Conheça os componentes das escovas de alisamento
Hoje existem diversos tipos de escovas de alisamento feminino (Digital Vision/Photodisc/Getty Images)

A busca por cabelos lisos, fortes e sedosos foi a grande responsável pelo fenômeno do alisamento dos cabelos. Trata-se de uma prática conhecida desde o Egito Antigo, quando as mulheres utilizavam banha de porco e sebo para alisar as madeixas. No começo do século 20, foi criada a chapinha, responsável por modelar o cabelo das mulheres até hoje. A partir dos anos 80 é que as escovas se popularizaram, a princípio para hidratar os fios. Conheça os principais componentes das escovas de alisamento que prometem deixar seu cabelo com um visual incrível.

Outras pessoas estão lendo

Evitar o formol

Para as mulheres que optam pelo alisamento, é importante conhecer os elementos presentes nos mais diferentes tipos de escovas para não prejudicar a saúde. Ainda hoje, a indústria cosmética oferece produtos feitos à base de formol, que prejudica a raiz dos cabelos. Uma concentração alta de formol faz com que os fios fiquem quebradiços, sem contar que a parte interna do cabelo pode ficar ressecada em pouco tempo. A boa notícia é que fórmulas à base desse elemento químico são cada vez mais escassas no mercado.

Hidróxido de sódio

Destinado a cabelos crespos, o alisamento com hidróxido de sódio faz parte do método relaxante de alisamentos. Essa técnica ajuda a diminuir o volume dos cabelos e ao mesmo tempo define os cachos. O produto é facilmente aplicável por pincel. A principal vantagem é que esse método alisa o cabelo como um todo. A desvantagem é que esse produto deve ser aplicado por um cabeleireiro profissional, o que eleva os custos do alisamento.

Hidróxido de guanidina

O alisamento com hidróxido de guanidina é indicado para mulheres que tenham um cabelo tipo misto, entre liso e crespo. A principal vantagem da guanidina é que ela interfere muito pouco na cor dos fios. Dessa forma, é possível garantir que o cabelo não ficará opaco depois do alisamento. Em contrapartida, é um componente que deve ser manuseado apenas por cabeleireiros profissionais. Isso porque para atingir os resultados esperados, é preciso misturar carbonato de guanidina com hidróxido de cálcio. Essa técnica de alisamento deve ser aplicada via massagem capilar.

Tioglicolato de amônia

Escovas com tioglicolato de amônia são mais indicadas para cabelos ondulados. Essa técnica de alisamento atua diretamente na fibra dos fios ondulados. O resultado pode variar de redução no volume até um cabelo totalmente liso. A substância trioglicolato de amônia apresenta um efeito remodelador. Esse tipo de escova pode variar a uma aplicação suave até a mais resistentes, destinada a cabelos mais grossos. O cabeleireiro profissional saberá avaliar exatamente a concentração da substância para cada tipo de cabelo.

Registro na Anvisa

A indústria cosmética costumeiramente inova na produção de fórmulas, métodos e técnicas de alisamento. É importante estar sempre de olho nos componentes das escovas. Toda fórmula de produtos deve estar registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Procure sempre um cabeleireiro profissional para se informar sobre a técnica que mais se adapta a seu tipo de cabelo. Gestantes são desaconselhadas a fazer escovas de alisamento porque a maioria dos produtos apresenta pH ácido, o que pode prejudicar a gravidez.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível