Como construir um CDN

Escrito por amy s. jorgensen Google | Traduzido por rodrigo da silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como construir um CDN
Um CDN pode ajudar o visitante a acessar o seu conteúdo mais rapidamente ao redor do globo (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

CDN significa "Content Delivery Network" (Distribuição de Conteúdo em Rede). Estas redes consistem tipicamente de servidores web espalhados ao redor do mundo. Quando um usuário solicita informações de um site, a solicitação é atendida pelo servidor CDN, que pode cumpri-la o mais rápido possível. Como resultado, os CDN's oferecem muitos benefícios, incluindo a redução da carga de um pedido em um único servidor e a oferta aos usuários de um acesso mais rápido ao conteúdo da web. Você pode criar um CDN com a ajuda de empresas estabelecidas, mas este tipo de solução pode ser cara. Se você preferir, pode criar o seu próprio CDN fornecendo preços acessíveis para esses benefícios.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Servidor ou Nginx
  • Softwares Varnish ou Squid Cache
  • Software Script ou BIND

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Configure o seu servidor de origem. O servidor de origem - também chamado de conteúdo de nó dinâmico - é onde você irá armazenar todo o seu conteúdo. É possível aumentar a produtividade do seu servidor de origem executando o apache e o mysql nele. Isso acelera o processo de compartilhar o seu conteúdo através do CDN com usuários de todo o mundo. Se não possuir um servidor, pode usar o Nginx como o seu servidor web. Este software pode lidar com grandes quantidades de tráfego, além de ter uma capacidade de proxy que é importante na criação de seu CDN.

  2. 2

    Configure o seu cache. Junto com o seu servidor de origem, você precisa de um software que atuará como o seu cache, a fim de que o conteúdo que for frequentemente acessado ​​pelos usuários possa ser armazenado para acesso rápido. É possível usar o Varnish Cache ou o Squid Cache, dependendo se o seu servidor já inclui ou não capacidades de proxy. Se isso acontecer, use o Varnish. Caso contrário, o Squid Cache pode ser uma melhor opção.

  3. 3

    Estabeleça os seus locais de ponta - os servidores globais que irão entregar, mediante solicitação, o seu conteúdo. Você pode configurar estes usando um "perl script" que aponta a solicitação do usuário para o local de ponta adequado, com base na localização geográfica do mesmo. Outra opção é usar um software como o BIND que irá rastrear o conteúdo dos endereços IP e os nomes dos hosts da internet, e que faz basicamente a mesma coisa que o script.

  4. 4

    Teste a sua configuração. Depois de ter o conteúdo de nó dinâmico para o seu servidor de origem ou um de seus locais de ponta estabelecido, teste a conexão para garantir que tudo está funcionando corretamente. Se funcionar, você pode começar a adicionar mais locais de ponta para o seu CDN.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível