Costumes tribais relativos a escolas de iniciação

Escrito por sarie robertson | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Costumes tribais relativos a escolas de iniciação
As crianças são muitas vezes vistas como incapazes (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Costumes tribais exigem que cada criança frequente uma escola de iniciação e passem por uma avaliação antes de entrar para a vida adulta. Tribos veem indivíduos que não passaram por iniciação como crianças às quais não são concedidos quaisquer direitos ou independência. Depois de ter sido iniciado como um adulto, os indivíduos têm a oportunidade de tomar decisões independentes. Os povos Sambian e Tswana têm costumes diferentes sobre escolas de iniciação.

Outras pessoas estão lendo

Botswana e os povos Tswana

Botswana é um país que faz fronteira com a África do Sul. O país é do tamanho da França e tem uma população de pouco mais de 1 milhão de pessoas. Indivíduos que vivem na região são conhecidos como povo Tswana. Como qualquer outra cultura, as pessoas Tswana seguem certas práticas de socialização. Embora protegidas enquanto são bebês e crianças pequenas, espera-se que as crianças contribuam significativamente com a família. Dependendo da idade, pode se esperar que as crianças busquem água e cacem para obter comida. Enquanto frequentam a escola de iniciação, as crianças são ensinadas a completar tarefas domésticas.

Práticas de escolas de iniciação

Tribos Tswana são conhecidas por iniciar candidatos em grandes números. Enquanto os homens são circuncidados durante o processo de iniciação, as mulheres às vezes sofrem operações genitais durante a transição. Estas comunidades acreditam que as operações genitais impostas às meninas são equivalentes aos procedimentos de circuncisão dos meninos. As aulas são ministradas por meio de música e dança. Muitas canções têm significados secretos que as crianças podem não entender até que sejam iniciadas como adultos e se tornem instrutores também.

Masculinidade: a tribo Sambia

Tribos Sambia podem ser encontradas na Nova Guiné. Além de construir força e lealdade, costumes tribais relativos a escolas de iniciação também giram em torno de masculinidade. Na Tribo Sambia, os homens são separados das mulheres durante o processo de iniciação e ensinados que as mulheres são perigosas. Considerados eles mesmos como pessoas femininas, os meninos são transformados em ferozes e fortes guerreiros masculinos através de aulas e atividades extenuantes. O objetivo da Tribo Sambia é distinguir entre meninos e meninas através de masculinização. Enquanto as meninas são vistas como indivíduos indefesos, incapazes de se defenderem, os meninos são vistos como guerreiros que protegem a tribo dos inimigos.

Estágios da iniciação

Há seis estágios de iniciação pelos quais os meninos Sambian devem passar. Nas três primeiras etapas, os meninos são separados de suas mães e forçados a viver com outros homens em uma casa do culto. Enquanto moram nessa casa, os meninos são vítimas de abusos físicos por homens mais velhos e são incentivados a sentir ódio. Apesar de serem espancados pelos homens, os meninos são ensinados a respeitar os mais velhos em todos os aspectos da vida. Depois de passar com sucesso por todos os testes, os jovens são promovidos à fase quatro, cinco e seis do processo, em que eles estão autorizados a se casar. Os homens não são iniciados como adultos até que tenham relações sexuais com suas esposas e se reproduzam sendo pais de três crianças.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível