Como criar filhotes de peixe-palhaço

Escrito por louise lawson | Traduzido por lucas alex rhossard
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar filhotes de peixe-palhaço
Criar filhotes de peixe-palhaço pode ser uma experiência recompensadora (the clown fish image by Igor from Fotolia.com)

Os peixes-palhaço estão entre as espécies pequenas e coloridas encontradas em muitos aquários domésticos. Popularizados com o filme "Procurando Nemo", os peixes-palhaço crescem em tanques pequenos e são razoavelmente simples de se criar. Os indivíduos maduros se acasalam e botam os ovos em corais, com os alevinos (peixes recém nascidos) chocando em aproximadamente uma semana. Até entusiastas de aquários com pouca experiência podem criar alevinos de peixe-palhaço.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Tanque de aproximadamente 95 litros com cobertura
  • Sal marinho
  • Hidrômetro
  • Anêmona artificial
  • Saco plástico
  • Balde de aproximadamente 7 litros
  • 2 pedras porosas
  • 2 conjuntos de mangueiras para aquário, aproximadamente 153 centímetros cada
  • Rotíferos vivos
  • Comida para rotíferos
  • Seringa grande
  • Filhotes de artêmias vivos

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Prepare o tanque-viveiro de 95 litros antes dos ovos chocarem. Encha o tanque de água limpa, adicionando um copo de sal marinho de cada vez até que a medida de salinidade seja 0.002 ppt (partes por trilhão). Mergulhe o hidrômetro na água, deixe que ele encha e coloque numa superfície lisa para checar a gravidade do tanque. Coloque uma ou duas anêmonas artificiais no tanque para dar abrigo aos alevinos.

  2. 2

    Ligue uma ponta de cada mangueira na saída de cada bomba de ar e encaixe as outras pontas nas pedras porosas. Coloque um aerador no tanque e reserve o segundo para o habitat dos rotíferos.

  3. 3

    Monte o habitat dos rotíferos enchendo o balde de 7 litros com água e sal suficiente para medir aproximadamente 0.0018 ppt no hidrometro. Coloque o aerador dentro do balde para oxigenar a água e adicione os rotíferos e a comida. Os rotíferos são animais microscópicos que compõe a maior parte da alimentação dos peixes-palhaço. Deixe os rotíferos lá por três dias para se reproduzirem antes de dá-los de alimento para os peixes.

  4. 4

    Leve os ovos do tanque dos adultos para o tanque-viveiro. Os peixes-palhaço botam ovos em pedras, então você precisará levar a pedra inteira. Coloque um saco plástico no tanque dos peixes adultos e encha de água. Pegue a rocha e coloque cuidadosamente no saco, certificando-se de que ela fique completamente submersa e sem contato com o ar. Transfira-a para o outro tanque, tirando-a com cuidado e colocando-a no fundo do tanque.

  5. 5

    Cubra o aquário e deixe os ovos chocarem. Ligue a luz sobre o tanque durante o dia, mas desligue à noite, pois é nesse período que eles chocam. Cheque os ovos todos os dias, observando a sua cor. Os ovos de peixe-palhaço começam laranja, mas mudam para prateado na noite em que estão prontos para nascer.

  6. 6

    Sugue os rotíferos vivos do balde com a seringa e os injete no tanque-viveiro quando os alevinos nascerem. Alimente os peixes com uma seringa por dia durante uma semana antes de mudar para as artêmias vivas. Mude a alimentação dando três quartos de seringa de rotíferos e um quarto de artêmias no primeiro dia, metade de cada no segundo dia, três quartos de artêmias e um quarto de rotíferos no terceiro dia e apenas artêmias a partir daí, até que os alevinos cheguem a três semanas de vida e comecem a comer ração de peixes adultos.

Dicas & Advertências

  • Os rotíferos e os filhotes de artêmias podem ser comprados na maioria das lojas de equipamentos para aquários.
  • Não se surpreenda se alguns alevinos morrerem antes de alcançarem a maturidade. Eles são muito sensíveis a mudanças na água e até criadores experientes de peixe-palhaço perdem cerca de 10% dos ovos que chocam.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível