Como criar lagostas em aquicultura

Escrito por naomi bolton Google | Traduzido por débora faggioni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar lagostas em aquicultura
Lagostas exigem espaço suficiente no tanque para evitar que se tornem agressivas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As lagostas podem ser criadas através de aquicultura ou creches marinhas. Estes interessantes crustáceos são, no entanto, difíceis de serem cultivados em sistemas de cativeiro, uma vez que amadurecem lentamente e apenas atingem um tamanho comercial após cinco ou sete anos. Lagostas que estão alojadas em creches próximas também mostram-se agressivas e tentam comer umas às outras. Lagostas juvenis normalmente permanecem na coluna de água, e não interagem umas com as outras, mas, eventualmente, precisam ser separadas depois de terem assentado no fundo dos tanques de cultivo. As lagostas requerem tanques progressivamente maiores à medida que amadurecem.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Lagostas adultas macho e fêmea
  • Tanques de manejo de lagosta
  • Bomba
  • Pedras aeradas
  • Esterilizador ultravioleta
  • Água do mar contida no tanque
  • Redes para plâncton
  • Zooplâncton
  • Camarões recém-nascidos de água salgada
  • Tanque de criação de lagosta
  • Gaiolas individuais de crescimento

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Aguarde até que a lagosta fêmea passe pela muda e coloque um macho em seu tanque. A fêmea vai liberar um feromônio para a água, que influencia o comportamento agressivo do macho. A lagosta macho depositará os espermatozoides no receptáculo seminal da fêmea, inserindo seu primeiro par de pleópodes, que são apêndices reprodutivos em seu abdômen. Observe o acasalamento e depois remova o macho.

    Como criar lagostas em aquicultura
    Reprodução assistida em criação de lagostas em cativeiro (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)
  2. 2

    Observe a fêmea ao longo dos próximos meses, mas saiba que ela pode demorar até 15 meses antes de liberar os ovos.

  3. 3

    Tome nota dos ovos, que aderem às pleópodes da fêmea depois que ela os passa por suas trompas. Esses ovos serão transportados pela fêmea entre dez e 11 meses antes de eclodir. Os pleópodes são tipos de nadadeiras, também usados ​​para abrigar os ovos.

  4. 4

    Retire a fêmea após a eclosão das larvas.

  5. 5

    Ajuste a bomba de modo a que as pedras aeradas produzam menos movimento na água no tanque de manuseio de larvas.

  6. 6

    Conecte um esterilizador ultravioleta ao tanque que contem água do mar. Larvas de lagosta são suscetíveis a doenças e a água utilizada para sua cultura deve ser livre de patógenos. Trate toda a água do mar com a esterilização ultravioleta antes de bombear a água dos tanques que contem água do mar para dentro do tanque de larvas.

  7. 7

    Use uma rede de plâncton para colher zooplâncton do mar. Adicione o plâncton ao tanque de larvas e aguarde a muda das larvas dentro dos próximos dez a 20 dias. As larvas de lagosta sofrem muda quatro vezes durante este período.

  8. 8

    Adicione artêmias recém-nascidas quando as larvas entram no quinto estágio e desvie para o fundo dos tanques de criação. Estas larvas continuarão a muda durante o primeiro ano, momento em que elas terão 3 cm de comprimento.

  9. 9

    Transfira as lagostas crescidas para um tanque de criação maior e coloque cada lagosta individualmente em sua própria gaiola dentro dos tanques de crescimento externos, tão logo elas comecem a se mostrarem agressivas umas com as outras.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível