Cuidados para pacientes com sangramento gastrointestinal

Escrito por ngozi oguejiofo | Traduzido por marcelo salzedas ricci
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cuidados para pacientes com sangramento gastrointestinal
Mantenha a atenção sobre pacientes com histórico de hemorragias gastrointestinais (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

O trato digestivo ou gastrointestinal (GI) é formado pelo esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso ou cólon, reto e por último o ânus. Hemorragias gastrointestinais podem ocorrer em qualquer ponto de todo o trato, sendo consideradas não uma doença, mas sim um sintoma. Esses sangramentos podem ser causados por úlceras, lesões do trato digestivo, ruptura de vasos, uso de drogas, câncer, entre outras coisas. Os sinais de sangramento são detectados nas fezes ou vômito do paciente, mas em alguns casos eles podem até não ser notados.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Caneta
  • Papel
  • Livro sobre enfermaria operatória
  • Livro sobre diagnóstico médico

Lista completaMinimizar

Instruções

    Cuidados de enfermagem

  1. 1

    Avalie o paciente. Faça perguntas sobre possíveis mudanças na frequência da evacuação ou na cor das suas fezes, sobre consumo de álcool, medicações como aspirinas e anticoagulantes, vômito com sangue e histórico médico. Realize algumas checagens físicas e preste atenção na região abdominal procurando por dores estomacais ou outros sintomas. Revise alguns registros médicos sobre sangramento gastrointestinal para saber que exames podem identificar esse problema.

  2. 2

    Organize e analise toda a informação obtida durante a avaliação, procurando problemas que o paciente pode ter em decorrência de um sangramento gastrointestinal. Esses problemas podem ser sinais, sintomas ou efeitos do sangramento. Formule possíveis diagnósticos com base nas condições identificadas, podendo ser: 1) Déficit de volume de líquido relacionado à perda de sangue e 2) Nutrição desbalanceada, ou seja, menos nutrientes ingeridos do que o corpo necessita.

  3. 3

    Anote as metas e objetivos que você quer que seu paciente atinja, com base nos diagnósticos de enfermagem. Neste caso, você pode seguir três linhas: 1) Os pacientes irão manter o volume normal de líquido, evidenciado por uma produção de urina de pelo menos 30 ml por hora e 2) os pacientes irão manter um status nutricional balanceado, evidenciado pela estabilidade do seu peso .

  4. 4

    Liste as atividades de enfermagem necessárias para cumprir esses objetivos. Para prevenir complicações decorrentes do déficit de volume de líquidos, controle a ingestão e evacuação do paciente. Faça isso medindo a quantidade de líquidos ingerida e a que se perde através da urina. Monitore também os sinais vitais, especialmente pressão arterial, sinais de hipovolemia ou baixo volume de sangue. Observe-o para sinais de choque devido ao baixo volume de sangue, como confusão, baixa produção de urina e pressão arterial baixa.

    Para monitorar o estado nutricional, suas intervenções podem ser pesar o paciente diariamente e administrar fluidos intravenosos, se ele estiver em período de restrição alimentar.

  5. 5

    Reveja a condição do paciente e se as metas foram atingidas. Verifique se os sinais vitais estão estáveis ​​e se evacuação está dentro da faixa normal de 30 mililitros por hora, mostrando que tem mantido o volume de fluido normal. Verifique o histórico de peso para ver se ele tem se mantido estável. Se os seus objetivos não tiverem sido cumpridos, reavalie o paciente e planeje novas intervenções.

  6. 6

    Comece a educar seu paciente. Ensine-o os sinais e sintomas de hemorragia gastrointestinal e explique que ele deve pedir cuidados médicos se perceber qualquer sinal desse problema. Ensine também sobre seus medicamentos, seus efeitos colaterais esperados e como suportá-los. Eduque o seu paciente sobre como evitar drogas que podem causar sangramento, como aspirina, além de instruir-lo a sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medicação sem receita.

Dicas & Advertências

  • Saliente a importância de relatar quaisquer sinais de perda de sangue durante a educação do paciente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível