Cura para salmonela em cachorros

Escrito por shanon ottaway | Traduzido por gabriela bazzo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A salmonela é uma condição de saúde muito séria que pode fazer um cão sofrer muito e levá-lo até a morte. É importante, ao diagnosticar o animal, tratá-lo imediatamente para impedir que ele contagie outros animais com essa intoxicação causada por comida.

Outras pessoas estão lendo

Causas e sintomas

Um cão pode contrair salmonela de várias formas, incluindo a ingestão de ovos ou carne mal passados ou crus, comida podre em um lata de lixo ou entrando em contato com comida de pássaro ou fezes das aves (algumas espécies carregam bactéria da salmonela).

Os sintomas em cães incluem diarreia e vômito, febre, desidratação e fraqueza, mas há outros efeitos colaterais possíveis. Se você suspeita de que um cão está contaminado com salmonela, leve-o ao veterinário imediatamente. O profissional poderá examinar as fezes, o sangue, o vômito ou a saliva do cão para determinar um diagnóstico preciso. Mais importante, o veterinário poderá começar o tratamento no mesmo instante.

Tratamento e prevenção

Os antibióticos podem ser prescritos para tratar a infecção, mas geralmente são recomendados em casos de animais que estão severamente intoxicados. Isso é porque há o risco de a bactéria desenvolver resistência aos antibióticos. Se eles forem prescritos, é importante que as doses ministradas sejam exatamente àquelas indicadas pelo veterinário e que o animal tome toda a medicação, mesmo que os sintomas desapareçam antes.

Outras possibilidades de tratamento incluem fluidos intravenosos, lactulose ou um soro antissalmonela, mas apenas o veterinário irá determinar o melhor tratamento, dependendo das condições do cão e do quão grave é seu quadro. O animal pode precisar ficar em quarentena, para prevenir que outros animais não sejam contaminados.

Como sempre, a prevenção é a melhor maneira de evitar esse tipo de doença. Cozinhe ovos e carnes por bastante tempo e evite produtos lácteos não pasteurizados. Prepare a comida adequadamente e mantenha as superfícies que terão contato com os alimentos limpas. Mantenha o cão longe de alimentadores de pássaros e fezes de outros animais e assegure-se de que as latas de lixo estão fechadas para evitar que o animal tenha acesso a comidas em decomposição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível