Como curar a intoxicação alimentar acompanhada por vômitos e diarreia

Escrito por lh lee | Traduzido por andressa v. da nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como curar a intoxicação alimentar acompanhada por vômitos e diarreia
Vômitos podem ser causados por uma intoxicação alimentar (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

De acordo com o Center for Disease Control (CDC), existem mais de 250 doenças que podem ser causadas pela ingestão de alimentos. A maioria é causada por bactérias, vírus e parasitas que entram no corpo ao se consumir alimentos ou bebidas contaminadas, que podem produzir sintomas voláteis, como vômitos e diarreia. Geralmente, a intoxicação dura 24 horas e pode ser facilmente tratada em casa, seguindo um plano para evitar alimentos sólidos, evitar desidratação, hidratar-se novamente e começar a comer normalmente aos poucos. Procure um médico se os sintomas continuarem por mais de três dias.

Outras pessoas estão lendo

Evite alimentos sólidos

O primeiro passo para o tratamento é evitar alimentos sólidos. O corpo precisa eliminar as toxinas provenientes da contaminação, e comer alimentos sólidos pode induzir ao vômito excessivo. O estômago é incrivelmente sensível durante esse período e é preciso evitar qualquer coisa que possa piorar ainda mais o problema.

Evite a desidratação

Tanto o vômito quanto a diarreia podem levar à desidratação extrema. É vital manter o corpo hidratado para evitar isso e continuar com a resposta natural do corpo para eliminar as bactérias. Água ou outros líquidos, como suco de maçã diluído, são recomendados. Tome pequenos goles frequentes e evite qualquer bebida com cafeína, açúcar ou álcool, que possam irritar o sistema digestivo. Beber pequenos goles de líquidos mornos, como chá de hortelã ou algum caldo (de carne, galinha, legumes) também pode acalmar o estômago. Entretanto, não deve ter sal, pois ele aumenta a desidratação.

Reposição de eletrólitos

Os eletrólitos que ajudam a manter as funções de órgãos importantes também estão sendo eliminados e precisam ser repostos. Além de líquidos diluídos, beba uma bebida rica em eletrólitos, como algumas bebidas esportivas (isotônicos), soro caseiro ou água de coco. Com exceção da água de coco, é preciso ficar atento ao teor de açúcar das outras bebidas. Vários isotônicos têm muito açúcar, o que pode piorar a diarreia. Dilua a metade com água pura e beba ocasionalmente.

Líquidos ácidos

Você pode ingerir 2 colheres de sopa de algum líquido ácido, como vinagre de maçã ou suco de limão, com o estômago vazio. O ácido ajuda a combater as bactérias e aliviam um pouco da tensão no sistema digestivo.

Como reintroduzir os alimentos

Lentamente, comece a ingerir novamente alimentos sólidos. Pão puro e macio pode ajudar a absorver as toxinas e aliviar um pouco da dor. É importante ter em mente que o estômago ainda está muito sensível a alimentos com alto teor de fibras, picantes, gordurosos ou laticínios, que devem ser evitados. Prefira alimentos fáceis de digerir, como cremes de aveia, grãos integrais e bolachas leves.

Descanso e paciência

Por fim, descanse bastante e deixe o corpo cuidar de si mesmo naturalmente. Não tome antiácidos ou medicações para combater a diarreia, que podem interferir com as habilidades naturais do corpo para combater e eliminar um vírus. Também evite induzir o vômito, que pode danificar o esôfago, os dentes e as gengivas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível