O que dar a um cão com grave problema de vômito e muco

Escrito por bethney foster | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que dar a um cão com grave problema de vômito e muco
O vômito ocasional em cães é uma maneira natural de descartar alimentos desagradáveis e objetos estranhos

Se algumas vezes o cão vomita, é provável que não seja uma indicação de que tenha uma doença séria. É comum o vômito ocasional em cães, e é uma maneira natural dele descartar alimentos desagradáveis ou objetos estranhos. Se for uma crise eventual de mal-estar estomacal que causa náusea no cão, será seguro tratar a condição em casa, desde que você tenha a certeza de que ele não esteja desidratado.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Os cães vomitam, regurgitam, engasgam, tossem e deixam cair alimentos de suas bocas. É importante ser capaz de distinguir exatamente o que ele está fazendo, para poder ministrar-lhe o tratamento apropriado. Quando um cão vomita, seus músculos estomacais se movimentam. É provável que babe, tenha ânsias e regurgite. Se ele estiver fazendo um pequeno esforço, pode ser que esteja regurgitando, e não vomitando. Se for uma simples regurgitação, você não verá movimento na barriga dele, mas pode-se notar engasgo ou tosse quando o alimento volta para o esôfago e para a boca. Engasgo e tosse, mais provavelmente, são sinais de tosse, em vez de desarranjo estomacal. Nesse caso, o animal de estimação provavelmente produzirá muco, fluidos e materiais espumosos. Isso será um líquido com muitas bolhas de ar.

Causas

Muitas vezes, os cães vomitam simplesmente porque comeram demais, muito depressa ou ingeriram algo que causa desarranjo estomacal, como grama. Todavia, tanto o vômito como a regurgitação podem ser sinais de doenças mais graves envolvendo o esôfago, o estômago e outras partes do corpo. Se o seu cão tiver crises de vômito ocasionais e não houver indicações de que a afecção que ele apresenta seja algo mais sério, você poderá tratá-lo em casa.

Jejum

Comece o tratamento caseiro de vômito com um jejum de 12 a 24 horas, durante o qual você não lhe dará alimentos. Nesse período, não administre ao cão comprimidos preventivos de verme cardíaco. O jejum dá um repouso ao estômago e ao pâncreas. Após isso, ofereça-lhe uma pequena quantidade de água com açúcar, sendo 1 colher de chá de açúcar para 1 xícara de água, ou uma solução eletrolítica.

Alimentação

Se o cão retiver os líquidos e não recomeçar a vomitar, ofereça-lhe no dia seguinte pequenas quantidades de um alimento suave. O veterinário pode fornecer um tipo especial para essa finalidade. Um ovo cozido (mas não frito), juntamente com carne de frango cozida, é um bom começo. Ou então você pode lhe dar algo infantil que contenha carne. Nos dias subsequentes, adicione gradualmente o alimento regular à dieta suave, acrescentando um pouco mais do habitual a cada alimentação para que no sétimo dia o cão esteja se alimentando apenas com a comida normal. Se o vômito retornar em algum momento durante o tratamento, pare esse tratamento e leve o animal a um veterinário.

Emergência

Se o cão apresentar alguns sintomas associados, não tente tratar a condição em casa, mas leve-o a um veterinário o mais breve possível. Esses sintomas incluem: vômito sanguinolento ou contendo uma substância semelhante ao café moído, intensa dor abdominal, inchaço na barriga, dor ou febre de 39 ºC ou acima. Além disso, você deve procurar os cuidados veterinários imediatos para vômito, caso seu cão tenha ingerido ibuprofeno, naproxeno ou aspirina na semana anterior, ou seja diabético, tenha câncer ou doença renal ou, ainda, esteja tomando digoxina ou digitoxina para uma afecção cardíaca.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível