Como decidir se é hora de sacrificar um cão doente

Escrito por corey m. mackenzie | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como decidir se é hora de sacrificar um cão doente
Mesmo quando sacrificar um cão é a opção mais piedosa, nem sempre é uma decisão fácil (Dog image by Jan Zajc from Fotolia.com)

Nunca é fácil dizer adeus a um cão amado. Decidir quando sacrificar um cachorro doente pode ser uma das coisas mais difíceis que o dono enfrenta. Há muitos fatores a considerar ao tomar essa decisão. Cada situação será diferente porque cada cão é diferente. Porém, existem algumas regras gerais para tomar a decisão de sacrificar o animal.

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Observe se há sinais óbvios de dor física, tais como ganidos e respiração rápida e difícil. O veterinário pode ter prescrito medicamentos para a dor, mas, cedo ou tarde, eles deixarão de ser eficazes, mesmo com uma dose mais elevada. Quando isso ocorrer, talvez seja hora de pensar na eutanásia.

  2. 2

    Pense nas atividades que normalmente proporcionam prazer ao cão, como brincar com um brinquedo, fazer um passeio ou ser escovado. Enquanto ele ainda for capaz de desfrutar de algumas de suas atividades prazerosas habituais, alguns donos de cães podem optar por esperar antes de sacrificá-lo -- embora outros fatores possam superar esse critério. Por exemplo, se o cão tiver uma doença que progride depressa e sua saúde estiver se deteriorando rapidamente, alguns donos podem decidir sacrificar o animal antes que ele comece a sofrer mais. Essa é uma decisão muito pessoal, e não é nem certa nem errada.

  3. 3

    Observe os hábitos de alimentação do cão e sua capacidade geral para receber nutrição. Se ele não for capaz de receber calorias e fluidos suficientes, sua saúde pode se deteriorar muito rapidamente. Suplementos, fluidos intravenosos e dietas especiais de alto teor calórico e de fácil ingestão ajudam a retardar esse processo, mas se o tipo da doença (câncer de estômago, por exemplo) é tal que o cão nunca será capaz de se recuperar e comer ou beber normalmente; leve isso em consideração.

  4. 4

    Verifique se há sinais de apatia e depressão. Alguns medicamentos e até mesmo o baixo nível de açúcar no sangue podem causar esses sinais em cães também - sinais que incluem letargia, falta de vontade de brincar ou se movimentar e perda de apetite. No entanto, alguns cães podem simplesmente perder a força e a vontade de continuar a viver, com ou sem medicamentos.

  5. 5

    Pergunte a si mesmo se o cão tem tido cada vez mais dias ruins do que dias bons, como sugerido pela Associação Americana de Medicina Veterinária. Quando os bons dias se tornarem raros e se for pouco provável que o cão se recupere, então talvez seja hora de sacrificá-lo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível