Definição de monopólio bilateral

Escrito por contributing writer | Traduzido por alexandre girardi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Definição de monopólio bilateral
Diferente do monopólio comum, o monopólio bilateral não gera necessariamente lucros acima do normal (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Um monopólio bilateral é um mercado em que existe apenas um comprador e um vendedor. Diferente do monopólio (um mercado com um único vendedor) ou uma monopsônia (mercado de um único comprador), a existência de um poder de mercado não necessariamente traz lucros acima do normal ao monopolista ou monopsonista. Um monopólio bilateral já faz com que o poder de mercado de cada agente em algum grau anule o outro.

Outras pessoas estão lendo

Um vendedor monopolista

Um monopólio é um mercado em que há apenas um vendedor de determinado bem ou um prestador de determinados serviços e, por ser o único empresário, o monopolista pode e irá cobrar mais do que em um mercado competitivo. Monopólios geralmente não são permitidos, apesar de que alguns regulamentados o são, e um monopólio pode, ainda, ser quebrado sob a legislação antitruste. No Brasil, o órgão administrativo responsável pelo combate ao monopólio é o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Um comprador monopsonista

Um monopsonista é o único comprador no mercado que, por assim sê-lo, consegue comprar abaixo do preço de mercado. Monopsonistas, assim como monopolistas, não são permitidos pela legislação antitruste brasileira e pela grande maioria de países com economia de livre mercado. Todavia, como no caso dos monopólios, podem ocorrer exceções criadas sob uma regulamentação normativa. Nos Estados Unidos, pode-se citar o caso da Major League Baseball (Grande Liga de Beisebol) criada pelo Congresso estadunidense, como exemplo de monopsônio.

Efeitos do monopólio bilateral

Um monopólio bilateral não distribui recursos tão eficientemente como um mercado puramente competitivo. No entanto, está mais perto disso do que no caso de um monopólio ou monopsônio puro. Um monopólio bilateral causa preços menores do que em um monopólio, e preços mais altos do que em um monopsônio. Do mesmo modo, isso resulta em uma quantidade maior de bens do que em um monopólio, mas menor do que em um monopsônio.

Exemplos de monopólios bilaterais

O trabalho especializado e o trabalho organizado frequentemente criam monopólios bilaterais, e um exemplo fácil são os atletas profissionais que são membros das associações de jogadores. As associações de jogadores são os únicos provedores de emprego para uma liga esportiva (NBA, National Football League, Major League of Baseball) e, logo, são um monopólio. Outrossim, a liga esportiva é o comprador único dos serviços dos jogadores e, então, é uma monopsonista.

Estabelecendo preços em um monopólio bilateral

Os preços e quantidades de bens e serviços em um monopólio bilateral são frequentemente ajustados entre o monopolista e o monopsonista. O futebol americano profissional oferece uma ilustração muito válida. A National Football League (Liga de Futebol Nacional) e sua respectiva associação de jogadores estabelecem limites de salário mínimo que os jogadores podem receber, teto salarial que pode ser gasto pelo time, o número de jogadores em um único time etc. Ao fazê-lo, eles alcançam um nível intermediário entre o que a National Football League quer como compradora e o que a associação de jogadores quer como vendedora.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível