Quem descobriu o núcleo atômico?

Escrito por jessica pestka | Traduzido por thiago andre scarani
Quem descobriu o núcleo atômico?
A estrutura atual do átomo foi proposta por Rutherford (atom image by Oleg Verbitsky from Fotolia.com)

Ernest Rutherford, o pai da física nuclear, recebeu este título por sua descoberta do núcleo. Rutherford definiu o primeiro modelo teórico do núcleo, que serviu de base para nossas teorias modernas de estrutura atômica. Após a realização de testes que hoje em dia são conhecidos como "o experimento da folha de ouro de Rutherford", ele chegou à importante descoberta que a maioria da massa de um átomo fica em uma região central.

História

Nascido em 1871, na Nova Zelândia, Ernest Rutherford estudou para se tornar um cientista em seu país natal e na Inglaterra. Em 1908, seis anos após ter completado seus estudos de pós-graduação, ganhou o prêmio Nobel de química por seu trabalho sobre a natureza da radioatividade. Ele propôs sua teoria do núcleo enquanto era o titular da cadeira de física da Universidade de Manchester.

Período de tempo

Quase 100 anos após a descoberta do átomo por John Dalton, a principal teoria atômica era chamada de "modelo do pudim de ameixas", que foi desenvolvida por J.J. Thompson, em 1904, e dizia que os elétrons de um átomo eram distribuídos proporcionalmente no campo positivo do átomo, como ameixas negativas espalhadas por um pudim positivo. Este modelo era o aceito quando Ernest Rutherford fez seus experimentos em 1911.

Características

Durante o experimento da folha de ouro de Rutherford, várias partículas de hélio foram arremessadas em uma folha de ouro de apenas algumas centenas de átomos de espessura. O caminho percorrido pelas partículas de hélio, através da folha de ouro, permitiu que Rutherford e seus assistentes determinassem uma nova teoria para a estrutura atômica. Os dados do experimento indicaram que a massa dos átomos de ouro estava concentrada em uma região densa, e que a maioria do átomo era formada de espaço vazio.

Importância

O experimento de Rutherford provou que o modelo do pudim de ameixas não estava correto. Apesar de Rutherford ter chamado a região densa de "a carga central", agora sabemos que ela é o núcleo do átomo. O físico Niels Borh usou a descoberta de Rutherford para refinar sua estrutura teórica. A descoberta de Rutherford é a base dos modelos atuais e causou a criação de um novo campo da ciência — a física nuclear.

Considerações

Os cientistas Hans Geiger e Ernest Marsden contribuíram consideravelmente com os experimentos de Rutherford e a subsequente descoberta do núcleo. Rutherford, porém, obteve a maior parte do crédito pela descoberta, já que a pesquisa foi feita sob sua instrução, na Universidade de Manchester. Como reconhecimento por suas contribuições, o experimento também é conhecido como experimento de Gieger-Marsden.