Descrições de funções em uma tripulação de iate

Escrito por debra rigas | Traduzido por erick vasconcelos
Descrições de funções em uma tripulação de iate
Tripulações marítimas devem ser capazes de gerenciar várias tarefas (Yacht image by Claude Wangen from Fotolia.com)

O chamado do oceano é respondido com frequência por aqueles que apreciam sua beleza e a aventura que ele proporciona. Muitos esperam ver o mundo trabalhando embarcados ou navegando um barco a motor. Outros passam suas vidas no mar em barcos de pesca, comerciais ou recreativos. Algumas pessoas só querem subir no barco e zarpar, e farão isso voluntariamente.

Nem todos os tripulantes são pagos, o que depende da posição, do tamanho do barco, seu objetivo, o dono, itinerários e orçamento É, contudo, possível trabalhar em iates e ganhar a vida, já que há muitas oportunidades e posições disponíveis no mundo todo. A primeira coisa a decidir é se você quer trabalhar em barcos a vela ou motorizados. Cada um tem requisitos diferentes e são mundos muito diferentes.

Embarcações em geral

Iates podem ser privados, corporativos ou comerciais. Os tamanhos variam consideravelmente, o que determina quantos tripulantes são necessários. Um iate de 20 metros pode precisar de 6 tripulantes, enquanto um de 60 metros pode precisar de 20. Iates de corrida podem empregar navegadores profissionais e cada tripulante terá um trabalho específico (no moinho, na popa ou na proa). Os superiates podem empregar grandes tripulações em revesamento e ter times em vários lugares, como na Europa e América do Sul, além de um grupo menor fixo, que recrutarão os serviços de tripulantes adicionais em portos diferentes. O apoio em terra pode empregar várias pessoas, desde secretárias até coordenadores de viagens, estivadores, veleiros e fornecedores. Cada barco precisa de um capitão profissional e pessoas treinadas para manobrar com segurança o barco do ponto A para o ponto B, além de terem que entreter ou interagir com frequência com donos e convidados.

Descrições de funções em uma tripulação de iate
Iates maiores requerem uma tripulação bem treinada para manobrar no mar, parar o barco e ancorar (yacht image by pgm from Fotolia.com)

Capitão

Capitães de embarcações comerciais devem ter uma licença da Guarda Costeira para o peso do barco que opera. Capitães de iates têm que ter uma licença para 100 toneladas ou licenças costeiras maiores. Um requisito chave de seu treinamento é o conhecimento das Regras de Navegação (internas e internacionais).

Em muitos países, o equivalente deve ser feito antes de o capitão aceitar quaisquer viajantes pagos. O capitão de um barco à vela ou a motor está no comando de tudo e é responsável pela segurança de todos os passageiros, tripulantes e do próprio barco em todas as condições de tempo. Capitães a bordo de embarcações devem ser especialistas em vários detalhes necessários para manobrar a vela. Em qualquer tipo de embarcação, os salários anuais variam de R$ 70 mil a R$ 350 mil, aproximadamente.

Descrições de funções em uma tripulação de iate
Iates maiores frequentemente têm capitão, chef, mordomo e vários marinheiros (yacht club image by choucashoot from Fotolia.com)

Subcapitães, navegador e engenheiros

Às vezes o capitão trabalha também como navegador, mas em barcos maiores, esse trabalho é feito por alguém diferente. O navegador trabalha próximo ao capitão para planejar os detalhes da viagem pela água, com a especialização em meteorologia como fator chave de qualificação. Navegadores selecionam e estudam mapas de navegação, escolhem e montam percursos, pegam dados de relatórios do tempo e instrumentos de navegação, ficam atentos ao barômetro e alertam o capitão de quaisquer preocupações. Seu trabalho pode incluir comunicações a rádio, manter relatórios e leitura de radares. São responsáveis também por sempre saber a localização precisa da embarcação.

O subcapitão é o apoio mais próximo do capitão e dissemina as ordens para a tripulação e supervisiona atividades a bordo, garantindo que tudo funcione de forma apropriada. O subcapitão pode executar várias tarefas e supervisionar o barco quando o capitão estiver em terra ou indisposto. Os engenheiros cuidam dos motores e do maquinário do convés, além de todos os equipamentos elétricos, sanitários e de refrigeração do barco. Salários deste grupo variam de R$ 70 mil a R$ 250 mil por ano, aproximadamente.

Descrições de funções em uma tripulação de iate
O manejo de cordas, a parada em docas e ancoragem são habilidades necessárias para marinheiros (sailboat tack image by Xavier MARCHANT from Fotolia.com)

Timoneiros e marinheiros

Capitães nem sempre conduzem os navios, então timoneiros são contratados. Caso contrário, vários tripulantes revesarão no timão ou manche. O timoneiro guiará o barco - o que não é tão fácil quanto parece - e normalmente terá outras funções, como ajudar com o carregamento, com a segurança do navio ou o ajuste de velas.

Marinheiros são os trabalhadores vitais em qualquer barco. Eles mantêm tudo funcionando de maneira suave fazendo o trabalho braçal. Muitas tarefas os ocupam em todos os horários do dia - seja lidar com as velas ou cordas, manter o convés limpo, seguir ordens, içar ou baixar âncora, abrir ou fechar as velas, subir no mastros, polir a teca e o cromo e interagir com convidados. Alguns tripulantes também deverão sair do barco e operar os botes para levar os convidados à costa para viagens de pesca ou outras excursões. Braços leais são difíceis de encontrar. O pagamento para marinheiros e timoneiros pode variar entre, aproximadamente, R$ 50 mil e R$ 120 mil anualmente.

Descrições de funções em uma tripulação de iate
Capitães e tripulações em iates devem ser capazes de manejar a vela para todas as condições de vento (Elegant Classic Sailing Yachts image by Sean Wallace-Jones from Fotolia.com)

Chef, comissário, mordomo, apoio em terra

Grandes iates corporativos e privados podem ter um chef pessoal e às vezes um assistente. O chef planeja e prepara todas as refeições para quem está a bordo. Comissários compram os itens, suprimetos e estoques do barco. Mordomos cuidam das necessidades pessoais dos convidados, às vezes servindo refeições e, em outros momentos, ajudando com tarefas mais básicas. O apoio em terra pode consistir de várias pessoas que mantêm as operações da costa. Suas tarefas incluem registros, alertas de tempo, preparação de documentos e envio de mensagens, coordenação de chegada e partida de passageiros, comunicação por satélite, envio de e-mails e outros negócios. Os rendimentos deste grupo variam tremendamente a depender da posição, habilidade e experiência.

Descrições de funções em uma tripulação de iate
Tripular qualquer embarcação é uma forma de explorar o mundo (yachts image by Albo from Fotolia.com)

Todos

Todos os tripulantes devem trabalhar em uníssono para manter o barco e os passageiros seguros, especialmente permanecendo longe de pedras e proporcionando uma experiência agradável. Quem busca trabalho nos oceanos terá várias memórias e será recompensado por um trabalho duro mas satisfatório.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível