Como determinar a métrica de um poema em inglês?

Escrito por leah waldron-gross Google | Traduzido por reinaldo pereira elisei
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como determinar a métrica de um poema em inglês?
O pentâmetro iâmbico, um dos favoritos de Shakespeare, contém dez sílabas e cinco iambos (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Na poesia, a métrica é definida como o ritmo de um poema. Shakespeare tinha apreço especial pelo pentâmetro iâmbico, mas há uma variedade de ritmos encontrados na poesia de língua inglesa, como o tetrâmetro trocaico e o trímetro anapéstico, para citar alguns. Com seus ouvidos e um bloco de papel, você pode encontrar o ritmo ao ouvir a inflexão de cada sílaba, anotando os símbolos tônicos e átonos e contando as sílabas de cada linha.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Instruções

  1. 1

    Leia uma linha de poesia em voz alta e preste atenção ao ritmo silábico das palavras. Um som tônico é anotado com o símbolo "/" e um átono é definido com um "U." Por exemplo, no poema "Stopping by Woods on a Snowy Evening" ("Parando nos bosques numa noite de neve", em tradução livre) de Robert Frost, as quatro primeiras linhas alternam entre pares de sons átonos e tônicos, que são escritos da seguinte maneira: U, /, U, /, U, /, U, /:

    Whose woods these are I think I know His house is in the village though He will not see me stopping here To watch his woods fill up with snow.

    Traduzindo: "De quem são estas árvores eu acho que sei. Sua casa fica na aldeia; Ele não me verá parado aqui Olhando seu bosque se cobrir de neve."

  2. 2

    Identifique grupos de métrica no poema. Na poesia inglesa, a métrica inclui iambos, troqueus, espondeus, anapestos e dátilos. Um iambo contem uma sílaba átona seguida de uma tônica, enquanto um troqueu é o oposto. Um dátilo tem uma sílaba tônica seguida de duas átonas, e um anapesto é o oposto. Um espondeu contem duas sílabas tônicas em seguida.

    Iambos: That time (U, /) of year (U, /) thou mayst (U, /) in me (U, /) behold (U, /) Troqueus: Tell me (/, U) not in (/, U) mournful (/, U) numbers (/, U) Dátilos: This is the (/, U, U ) forest prime- (/, U, U ) evil the (/, U, U ) murmuring (/, U, U ) Anapestos: And the sound (U, U, /) of a voice (U, U, /) that is still (U, U, /) Espondeus: Break, break, break (/,/)

  3. 3

    Conte o número de sílabas em cada linha. Um poema de duas sílabas é um monômetro, enquanto poemas de 4, 6, 8, 10, 12, 14 e 16 silabas são chamados de dímero, trímetro, tetrâmetro, pentâmetro, hexâmetro e octômetro, respectivamente.

  4. 4

    Combine o número de sílabas com o tipo de métrica usado. Por exemplo, se o poema usa quatro iambos com oito sílabas, o poema é um tetrâmetro iâmbico, enquanto cinco troqueus com dez sílabas seria um pentâmetro trocaico.

Dicas & Advertências

  • Se não há padrão ou rima para seguir, o poema é chamado de poema de versos livres. Se ele é um pentâmetro iâmbico mas não rima, ele é chamado de poema de versos brancos. Quando um poeta deseja construir uma linha com uma certa métrica, mas há uma sílaba extra, a elisão é usada. Por exemplo, a palavra "over" pode ser mudada para "o'er," o que muda a contagem de sílabas de duas para uma.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível