Como determinar a quantidade de reagentes e produtos em uma reação química

Escrito por michael judge | Traduzido por etelvina siegel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como determinar a quantidade de reagentes e produtos em uma reação química
Misturar reagentes nas quantidades adequadas é crucial para um bom químico (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Os produtos químicos sempre reagem entre si em uma certa proporção, baseada na quantidade de moléculas ou átomos. Os químicos usam equações de reações para expressar essas em termos de mols; um mol é um montante definido como 6,02 x 10^23 partículas. Quando substâncias se misturam na quantidade exata de mols presente em suas equações de reação, isso é conhecido como uma proporção estequiométrica e é deveras eficiente, sendo que todos os compostos reagem plenamente. É possível calcular as quantidades de substâncias que reagirão e os produtos formados pela equação da reação e pela massa molecular química.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Calculadora
  • Massas moleculares químicas

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Escreva a equação geral para as reações químicas que está considerando. Isso se obtém escrevendo todos os reagentes no lado esquerdo da equação, uma flecha para a direita e os produtos. Por exemplo, a reação de combustão do metano com oxigênio para produzir dióxido de carbono e água tem a equação: CH4 + O2 --> CO2 + H2O.

  2. 2

    Equilibre a equação adicionando os coeficientes numéricos em frente de cada fórmula química de forma a obter um número igual de átomos para cada elemento em ambos os lados da flecha. No exemplo, estão presentes um carbono, quatro hidrogênios e dois oxigênios do lado esquerdo e um carbono, três oxigênios e quatro hidrogênios do lado direito, portanto, a equação não está balanceada. Deve-se reescrevê-la como CH4 + 2O2 --> CO2 + 2H2O para uma proporção adequada.

  3. 3

    Acerte a quantidade de pelo menos um reagente que pretende utilizar na reação. Isso é necessário para obter a escala da reação e ter um ponto de partida para os cálculos de quantidades. No caso de uma reação de metano, você pode decidir queimar 50 g do reagente.

  4. 4

    Divida o peso do reagente escolhido pelo peso molecular da substância em g/mol. Isso dará a quantidade de mols do reagente. É possível obter o peso molecular de uma substância através da folha de dados do fabricante ou de outra referência padrão, como a tabela periódica. O peso molecular do metano é de 16.04 g/mol, portanto, o cálculo para o exemplo seria de 50/16,04 = 3,12 mols de metano.

  5. 5

    Calcule, para cada outros reagentes e produtos, o coeficiente numérico correspondente a cada um deles em relação à proporção da reação balanceada. No exemplo, essa relação para o oxigênio será de 2/1, para o dióxido de carbono, de 1/1 e, para a água, de 2/1.

  6. 6

    Multiplique a razão encontrada para cada uma das substâncias pelo número de mols do reagente calculado. Esse cálculo lhe dará os mols de cada uma das substâncias que participará da reação. Por exemplo: 2 x 3,12 = 6,24 mols de oxigênio, 3,12 mols de dióxido de carbono e 6,24 mols de água.

  7. 7

    Multiplique os mols de cada reagente e produto pelo peso molecular correspondente. Esse cálculo lhe dará a quantidade, em gramas, de cada reagente e produto químico a ser usada na reação. Não é preciso fazer essa conta para o reagente inicialmente calculado, pois sua massa já é conhecida. Por exemplo: a quantidade de água produzida no exemplo da reação seria de 6,24 mols x 18 g/mol = 112g.

Dicas & Advertências

  • Catalisadores são exceções a essa regra. Um catalisador é um composto que acelera a reação sem ele próprio ser consumido, ou seja, sem reagir com outras substâncias.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível