O que é DHT P2P?

Escrito por ezmeralda lee | Traduzido por fernanda de assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O DHT P2P (sistema de tabela hash distribuída ponto a ponto, em inglês) permite o compartilhamento de arquivos em larga escala e sem que seja controlado por uma organização central. Essas redes usam nós ou dispositivos eletrônicos ligados em rede para enviar, receber, buscar e encaminhar informação através de um canal de comunicação. O nó é o ponto de conexão na qual a informação pode ser distribuída via ponto a ponto.

Outras pessoas estão lendo

História

As quatro primeiras redes DHT funcionais são conhecidas como Tapestry, Chord, Pastry e CAN. Todas essas redes ficaram online por volta da mesma época, no ano 2001. Enquanto que essas quatro redes são conhecidas como as primeiras, a ideia e pesquisa que deu origem às redes DHT P2P tiveram origem em sistemas como o Napster e o Freenet. Esses sistemas de compartilhamento ponto a ponto usavam recursos que eram distribuídos pela internet, reunindo-os em uma única aplicação. Eles forneceram um sistema de compartilhamento de arquivos baseados em discos rígidos de alta capacidade e banda larga. Esses sistemas, entretanto, eram muito vulneráveis à implementações de vírus e ataques de indivíduos querendo mostrar que podiam se infiltrar no sistema.

Desvantagens

A maior desvantagem do DHT P2P é não usar buscas por palavras-chave para encontrar informação ou arquivos necessários. Ao invés, na maior parte das vezes, é necessário uma correspondência exata para informação correta ser encontrada. Isso para não dizer que a pessoa buscando a informação não irá encontrar nada em uma busca indefinida. Entretanto, isso significa que as chances de encontrar uma informação exata são aleatórias no melhor dos casos, a não ser que alguma informação específica seja usada.

Função

A função dos sistemas DHT P2P é permitir que um grande volume de arquivos entre indivíduos seja compartilhado através de um método de roteamento eficiente. Isso permite que arquivos grandes possam ser compartilhados e controlados pelos indivíduos que usam o sistema, ao invés do próprio sistema. É exatamente por isso que é conhecido como sistema ponto a ponto. Os arquivos não são mantidos no sistema, mas dentro dos computadores do indivíduos que estão compartilhando os arquivos.

Alerta

Embora as redes DHT P2P permitam downloads e compartilhamento de dados em larga escala, deve ser compreendido que quando se usa o compartilhamento de arquivos ponto a ponto, uma proteção de vírus adequada deve ser usada. Enquanto que alguns sistemas ponto a ponto possuem seu próprio método de varredura dos arquivos compartilhados em busca de vírus, não é o caso com todos os sistemas. Um vírus pode ser propositalmente anexado em um arquivo ou pode estar presente sem que haja conhecimento da pessoa que o disponibiliza. A maioria dos programas de varredura de vírus irá encontra-lo antes que o download seja completo ou imediatamente depois, permitindo que o arquivo seja removido. Entretanto, é melhor perceber que com os arquivos compartilhados, existe a possibilidade de um vírus existir.

Potencial

O potencial para as redes DHT P2P não está nem perto de ser alcançado. Enquanto muitas mudanças estão sendo implementadas desde que redes como o Napster surgiram, ainda existe muito mais a ser feito no futuro. Cada vez mais aplicações estão usando redes DHTs para disponibilizar arquivos online, como em distribuidores de arquivos com o BitTorrent e cache de navegação com o Codeen. Enquanto que mais aplicações começam a usar DHTs, o protocolo irá mudar o compartilhamento de arquivos e a distribuição será elevada a um outro nível.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível