Dicas para melhorar sua coreografia nos testes

Escrito por rachael kvapil | Traduzido por carolina almeida
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dicas para melhorar sua coreografia nos testes
Separar as combinações de passos por etapas ajuda a lembrar a coreografia (dance,performance,backdrop,colors,girls,colorful,g image by Earl Robbins from Fotolia.com)

Os testes são uma realidade para todo dançarino que espera participar de uma companhia de dança. Da mesma forma, os dançarinos que frequentam festivais de dança ou acampamentos de verão participam de testes de colocação para os instrutores poderem colocá-los em um nível de classe apropriada com base na sua técnica. Independentemente da finalidade, as audições exigem que os bailarinos aprendam muitas coreografias para serem executadas imediatamente. Muitos deles acham este momento estressante. No entanto, Abby Hudgins, proprietário e diretor da Academia Awen de Ballet e Ballroom, em Norman, Oklahoma, tem algumas dicas para lembrar as coreografias.

Outras pessoas estão lendo

Preparação

Hudgins diz que testes bem sucedidos começam na sala de aula, ou, no caso de dançarinos autodidatas durante a prática. A aula é o lugar onde bailarinos experimentam pela primeira vez a necessidade de lembrar combinações e coreografias. Dançarinos principiantes muitas vezes acompanham os alunos mais avançados no início, mas, eventualmente, desenvolvem a capacidade de lembrar coreografia por conta própria. Dançarinos precisam ouvir a explicação do professor das etapas, assistir a demonstração do movimento e imitar os movimentos. Saber termos de dança também é vital, pois os professores de dança usarão termos de dança para explicar as combinações. A capacidade de lembrar a coreografia aumenta com dançarinos que conseguem repetir verbalmente a ordem dos termos. A aula também é a hora de aprender o estilo de um gênero de dança particular. Por exemplo, ballet e hip hop são diferentes não apenas nos passos. Os dois gêneros usam a energia do corpo de forma diferente, o que afeta a apresentação da coreografia.

Faça em partes

A quantidade de coreografia apresentada em um teste pode ser esmagadora. Os dançarinos podem ter mais controle quebrando as combinações em partes. As divisões podem ser feitas por conta da música, grandes transições nos passos, como estar de pé e ter que rolar no chão, ou uma grande mudança no palco, como deslizar ou correr.

Revise as coreografias

Os dançarinos devem revisar as coreografias mentalmente e fisicamente toda vez que o instrutor demonstra ou repete os passos. Uma técnica chamada "marcação" envolve a revisão da coreografia com o corpo de uma forma menos enérgica. Se não houver espaço, imite o movimento das pernas e pés, utilizar apenas as mãos pode ajudar a gravar a coreografia em sua memória. Se mais de um grupo esta fazendo o teste para a dança, tente se apresentar com o último grupo, de modo que você possa assistir a dança e mentalmente marcar a combinação antes de chegar a sua vez. O objetivo é deixar seu corpo pronto para estes movimentos o mais depressa possível.

Seja flexível

Dançarinos naturalmente desenvolvem preferências em como usar seus corpos. Durante uma audição, o bailarino precisa deixar de lado suas preferências e tentar fazer o corpo executar a coreografia como o instrutor demonstrou. Ao mesmo tempo, ela não deve oprimir-se pela perfeição. Alguns dançarinos se preocupam tanto com a técnica que a apresentação, o uso da energia do corpo e nuances estilísticas individuais perdem impacto.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível