Diferença entre o Lean Seis Sigma e o Seis Sigma

Escrito por dan antony | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre o Lean Seis Sigma e o Seis Sigma
O método Seis Sigma visa a variação em qualquer processo, para criar uma entrega consistente e perfeita (business production dollar image by Nicemonkey from Fotolia.com)

O Seis Sigma é uma metodologia comercial que visa eliminar a variação. Ao fazer isso, os defeitos são eliminados e cada mercadoria (quer seja uma placa de circuito ou uma peça de automóvel) funciona perfeitamente, como aquela que a precedeu no processo de fabricação. Mas, eliminar variações é um procedimento longo e complexo. O sistema Lean Seis Sigma usa ferramentas de fabricação lean, uma prática de eliminação dos resíduos e, geralmente, produz resultados mais rápidos.

Outras pessoas estão lendo

Elementos do Seis Sigma

A metodologia Seis Sigma envolve um processo de cinco etapas chamado DMAIC: define (definir)/measure (medir)/analyze (analisar)/improve (melhorar)/control (controlar). Os planejadores do projeto definem um desafio, medem as variações, analisam os resultados, melhoram o processo e controlam o processo para eliminar a variação. O objetivo é alcançar, no máximo, 3,4 defeitos por milhão de oportunidades. Essa é uma "abordagem de resolução de problemas rigorosa e comprovada" e uma "metodologia orientada pelos dados para melhorar os processos de uma forma lógica e metódica", observa os autores do "Rath & Strong’s Six Sigma Leadership Handbook" (Manual de Liderança Seis Sigma de Rath e Strong). Dessa forma ele é longo -- um projeto dessa metodologia pode demorar vários meses para atingir a melhoria sustentada. Finalmente, essa metodologia depende de indivíduos altamente treinados e certificados, chamados Black Belts, Green Belts e assim por diante.

Lean Seis Sigma

O Lean Seis Sigma é uma metodologia baseada no Sistema Toyota de Produção, ou TPS na sigla em inglês, e visa principalmente eliminar o desperdício. Esse sistema reconhece as sete formas de desperdícios ou "muda" (o termo japonês para desperdício). Os defeitos são uma forma de desperdício; os outros são o excesso de produção, processamento desnecessário, movimento, transporte, inventário e espera.

Diferenças

Os líderes Lean Seis Sigma normalmente recebem um treinamento e certificação, ministrado por centros reconhecidos, como o Lean Enterprise Institute e o Lean Learning Center, mas esse processo envolve empregados em todos os níveis para melhorar um processo. A teoria é que um operador de máquina é a pessoa mais adequada para identificar os resíduos ao redor desse equipamento. Os funcionários participam de kaizens (uma espécie de círculo de qualidade), para eliminar todos os resíduos ao longo do processo de entrega aos clientes. Tudo o que sobra é trabalho rentável e significativo. Geralmente, os próprios funcionários são autorizados a reconhecer a necessidade de uma melhoria e fazer essa alteração imediatamente.

O Seis Sigma também é muito mais orientado pelos dados do que o Lean Seis Sigma (e Lean). Novamente, um nível Seis Sigma consiste em obter 3,4 defeitos por milhão; um nível Cinco Sigma visa obter 233 defeitos por milhão e assim por diante. Como descreve Michael L. George, cada melhoria Seis Sigma requer "uma medida para definir a capacidade de qualquer processo". Essa confiança na medição precisa é o que faz do DMAIC um processo longo; um projeto desse processo pode exigir que milhares de medições sejam realizadas, antes de os líderes conseguirem analisar os resultados. O Lean Seis Sigma não ignora a medição onde ela é necessária, mas não se baseia completamente nela.

Lean Seis Sigma e prazo de entrega

O autor Michael L. George adverte em seu livro "Lean Six Sigma: Combining Six Sigma Quality with Lean Speed" (Lean Seis Sigma: combinando a qualidade Seis Sigma com a velocidade Lean, em tradução livre) que as empresas devem primeiro resolver os problemas de qualidade que afetam o cliente. Os atrasos na entrega estão entre esses problemas principais e, ao contrário do Lean Sies Sigma, o Seis Sigma normalmente não visa essas questões. A entrega dentro do prazo indica qualidade, fator de interesse do cliente.

Sucesso

George descreve como as empresas, como a Caterpillar, GE, Honeywell e Northrop Grumman implementaram o Lean Six Sigma para a melhoria quase imediata dos processos. Ele descreveu um fornecedor Nível Um para a Ford Motor Company, que reduziu o tempo de espera de fabricação de 14 para 2 dias (iniciando, dessa forma, o trabalho em cada função 12 com antecedência) e aumentou sua margem de lucro de 12 para 19,6%.

O Lean Seis Sigma não se limita à fabricação. As práticas de projeto para o Lean Seis Sigma (DLSS, na sigla em inglês) identificam os defeitos na concepção de qualquer produto ou processo, eliminando-os antes até de o produto ou serviço chegar ao cliente. E organizações de serviços incluindo o Bank One, Stanford Hospital e Starwood Hotels também implementaram o Lean Six Sigma para fornecer uma prestação de serviços impecável.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível