×
Loading ...

Diferentes estilos de escudos medievais

Atualizado em 21 julho, 2017

Assim como as armaduras medievais, os armamentos e estilos de combates evoluíram, os tipos de escudos usados também. Os escudos eram, na maioria das vezes, feitos de madeira coberta com couro endurecido e fervido. O metal entrou em uso no final da Idade Média. A pintura de símbolos heráldicos nos escudos se tornou importante para a identificação, pois os capacetes obscureciam os rostos dos cavaleiros.

Escutos kite como esse geralmente eram pintados com símbolos heráldicos para que os cavaleiros pudessem se identificar no campo de batalha (heraldic shield image by ann triling from Fotolia.com)

Broquel

Pequeno e redondo, os broquéis eram melhores para combates corpo-a-corpo. Eram leves e segurados pelo centro, com proteção extra para as mãos do lado de fora. Esses escudos mediam entre 20 cm e 40 cm. Os primeiros broquéis foram construídos de madeira e cobertos por couro fervido. Mais tarde, a cobertura das mãos foi feita de metal.

Loading...

Targe

Também pequenos e redondos, os escudos targe eram usados em passeios a cavalo, pois eram presos ao braço por cintas, deixando a mão livre para usar as rédeas. Achatados ou levemente côncavos e feitos de madeira, os targes eram escudos escoceses tradicionais.

Kite

O escudo kite era longo e com um formato de lágrima invertida. Era usado pelos soldados montados, presos ao braços como um escudo targe. O comprimento e o tamanho davam proteção para a lateral do soldado e a perna.

Heater

Os escudos heater tinham uma superfície achatada e tinham uma ponta na parte inferior. Eram uma versão menor e mais leve dos escudos kite. Conforme o armamento dos cavaleiros melhorava, a necessidade de escudos grandes e pesados diminuía. Os escudos menores permitiam mais mobilidade para os braços, uma vantagem para os cavaleiros em combate.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...