O que é ditadura

Escrito por túlio pires bragança Google
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é ditadura
Ditadura, um regime onde o povo não tem voz (Getty Images)

Quando o governo de um país não consulta a vontade da sociedade ou nem deixa o povo participar em suas decisões, temos um regime antidemocrático ou uma ditadura. Na democracia geralmente existem os poderes executivo, judiciário e legislativo e a população manifesta suas decisões através de eleições, plebiscitos e referendos. Já na ditadura o poder está na mão de somente uma pessoa ou grupo e normalmente os desejos e vontades do governante acabam se transformando em leis impostas e bizarras. Nesse tipo de regime existe uma perseguição forte para com todas as pessoas que são contra as ideias do líder, que prega sua verdade como única e indiscutível.

Outras pessoas estão lendo

Origens

A ditadura nasceu como um recurso usado na Roma antiga. Toda vez que o governo entrava em crise, a população se sentia insatisfeita e a sociedade passava por incertezas, um ditador era escolhido para estabelecer a ordem na cidade. Porém esse governo ditatorial tinha um prazo de validade de seis meses. Durante esse período o ditador tinha poderes absolutos para encontrar a melhor maneira de solucionar os problemas, podendo fazer o que bem entendesse para atingir seus objetivos. Mesmo assim, ele era obrigado a prestar contas com a lei, justificando suas atitudes após o prazo do seu governo. Independente se a normalidade voltasse ou não para a sociedade depois dos seis meses, o ditador era deposto de seu cargo. A partir do século II a.C. os ditadores romanos aos poucos começaram a extrapolar os limites da lei e seus governos foram parecendo cada vez mais às ditaduras do mundo moderno.

O que é ditadura
Roma antiga, a origem da ditadura (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Ditaduras na América do Sul

No século XX, a partir das décadas de 60 e 70 muitos países da América Latina sofreram sucessivos anos de governos ditatoriais. Argentina, Bolívia, Uruguai, Chile, Paraguai, Equador e Brasil tiveram presidentes militares, que administravam seus territórios com mão de ferro, lutando fortemente com quem se opunha às suas ideias. Argentina e Chile foram de longe as ditaduras mais violentas. Calcula-se que mais de 30 mil pessoas foram mortas durante o regime argentino, que durou de 1976 a 1983. Já no Chile, durante o governo do general Augusto Pinochet, o número de mortos e desaparecidos é ainda maior: 50 mil.

O que é ditadura
Chile, terra de uma das ditaduras mais violentas da América Latina (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Ditadura no Brasil

A ditadura militar durou de 1964 até 1985, quando a democracia foi restabelecida e José Sarney assumiu a presidência do Brasil. Os números oficiais, divulgados durante o governo Lula, indicam que 475 pessoas foram mortas durante o período ditatorial, porém historiadores contestam essa informação, justificando que em razão do tamanho do Brasil e da falta de estudos sérios estatísticos não é possível comprovar esse número. Além da perseguição a quem não concordava com o regime militar, a ditadura exerceu uma forte censura aos meios de comunicação. Tudo o que era publicado em jornais ou exibido na TV precisava passar por prévia aprovação do governo, tornando ainda mais difícil para a população se informar das barbáries cometidas em nome da ditadura.

O que é ditadura
Na ditadura o povo brasileiro não podia escolher seu presidente (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Ditaduras modernas

Atualmente o conceito de ditadura está se tornando mais amplo, principalmente com a aparição de líderes que acabam moldando as constituições de seus países para se manter no poder e legitimar seus atos. É o caso de presidentes que modificam leis para poderem concorrer infinitamente em seu cargo e promulgam legislações que claramente prejudicam o sistema partidário democrático. É o que os especialistas apontam como uma maquiagem da democracia, já que esse tipo de ditador não acaba com as instituições democráticas, mas sim as modifica para que atuem em seu benefício. Hugo Chávez, que morreu em 2013, depois de quinze anos na presidência da Venezuela, é o principal exemplo de ditador moderno apontado por historiadores.

O que é ditadura
Hugo Chavez, ex-presidente venezuelano (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível