Efeitos colaterais da agmatina

Escrito por elizabeth thatcher | Traduzido por fabrício basílio o. de souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos colaterais da agmatina
Fisiculturas podem utilizar agmatina para melhorar a composição corporal. (body-builder's body image by NiDerLander from Fotolia.com)

A agmatina é derivada da arginina, um aminoácido primário. Ela atua como um neurotransmissor para induzir a produção do hormônio do crescimento, óxido nítrico, creatina e proteína; diminuir os níveis de glicose no sangue; e ajudar na remoção de resíduos de nitrogênio no corpo. Um relatório de Procedimentos da Academia Nacional de Ciências indica que a agmatina é capaz de prevenir e tratar lesões, inflamações e neuropatias na medula espinhal; no entanto, todo suplemento exógeno tem alguns efeitos colaterais associados com o uso contínuo ou excessivo.

Outras pessoas estão lendo

Distúrbios gastrointestinais

A patente de produtos contendo agmatina indica que apenas três dos participantes do estudo relataram pertubações gastrointestinais em pequenas doses. Essas pertubações incluem diarreia, náuseas e vômitos que começaram depois de dois dias de tomar agmatina, e continuaram até que o tratamento cessou. Apenas uma das pessoas que enfrentaram estes problemas desistiu do estudo clínico por causa do desconforto causado pela agmatina.

Diminuição do limite de dor

Um estudo publicado no "Jornal Europeu de Farmacologia" indicou que grandes doses de agmatina chegaram a reduzir o limite geral à dor, embora baixas doses melhorassem a resposta a dores crônicas. Os ratos foram utilizados para determinar se a agmatina era capaz de melhorar a resposta à dor aguda de uma lesão em doses baixas. Infelizmente, a agmatina parece ter pouca capacidade de limitar a dor aguda, embora a mesma dose tenha causado o cesse da percepção de dor de lesões antigas.

Neuro-toxicidade

A agmatina é um aspartato-D-metil-N de baixa afinidade, ou NMDA, antagonista; assim, o risco de neuro-toxicidade é possível, embora seja extremamente improvável. De acordo com a informação da patente de agmatina, a substância possui uma afinidade 500.000 vezes menor para receptores NMDA do que antagonistas típicos. Um relatório na revista "Science" ("Ciência") indica que antagonistas NMDA podem produzir alucinações, e têm sido mostrados para causar alterações morfológicas no córtex cerebral de ratos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível