Efeitos colaterais sexuais do Abilify

Escrito por megan allyce snider | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos colaterais sexuais do Abilify
Alguns medicamentos psiquiátricos possuem efeitos disfuncionais (pill image by jonathan from Fotolia.com)

Efeitos colaterais sexuais são muito comuns no mundo da medicação psiquiátrica. Medicamentos fortes de longo termo como antipsicóticos e antidepressivos têm a habilidade de causar sérios efeitos colaterais, entre eles a redução de satisfação e até mesmo a capacidade de realizar e atingir o orgasmo. O Abilify, também chamado de aripiprazol, apesar de ser recente no mercado de drogas psiquiátricas, não é uma exceção à regra. Ele causa diminuição da libido, perda de interesse sexual, priapismo, impotência e incapacidade de atingir o orgasmo.

Outras pessoas estão lendo

Abilify e libido

O Abilify foi descoberto como causador de mudanças na libido. De acordo com o site eMedTv.com, uma em cada 100 pessoas experienciam diminuição da libido. A capacidade de aumentar a libido é rara com esse remédio. O site Organized Wisdom.com cita que apenas uma em cada 1.000 pessoas nota aumento de desejo. Claramente, a diminuição de libido e desejo ocorre mais durante a ingestão de Abilify, o que pode levar à diminuição de relações sexuais e possivelmente deficiência grave de prazer quando estas acontecem.

Abilify e priapismo

Priapismo é um efeito colateral raro, segundo o eMedTv, que afeta apenas um em cada 100 homens. O priapismo é uma condição embaraçosa que faz com que os homens não procurem tratamento. Entretanto, caso não seja tratada pode levar a danos permanentes no pênis. Essa condição é definida como uma ereção dolorosa que não cessa mesmo depois de relações sexuais ou masturbação. Os sintomas devem ser tratados o mais rápido possível para minimizar o risco de dano permanente e possível disfunção sexual.

Abilify e impotência

A impotência, incluindo disfunção erétil (DE), também é um possível efeito do Abilify. É uma condição em que um homem não consegue atingir ou manter uma ereção, tornando a relação sexual limitada ou, em alguns casos, impossível. A impotência também pode implicar em falta de desejo sexual e problemas associados ao orgasmo ou ejaculação, incluindo a ejaculação precoce. Um artigo do eMedTv estima que entre 15 milhões e 30 milhões de homens americanos são afligidos pela disfunção erétil, que é, sem dúvida, um problema sexual grave, limitando gravemente a relação e satisfação sexual.

Abilify e orgasmo

O total de efeitos colaterais sexuais causados pelo Abilify pode resultar em perdas totais ou graves de contato sexual, encontros sexuais prejudicados e um problema grave no comportamento sexual. Isso pode se transformar em uma disfunção orgástica e na incapacidade de atingir ou experienciar o prazer. Perdas de orgasmo podem ocorrer em ambos sexos devido aos efeitos acumulativos do Abilify e pode ser devastador para um relacionamento. Se for suficientemente grave, um ou ambos parceiros podem requerer a remoção de drogas psiquiátricas como o Abilify para recobrar a função e satisfação sexual.

Conclusão

Parar o tratamento com drogas antipsicóticas pode levar à recuperação da habilidade sexual, movimentação e desempenho. Entretanto, parar de tomar drogas como o Abilify sem a intervenção profissional pode agravar a psicose e efeitos psiquiátricos devido à remoção imprópria. Os pacientes devem ter sua situação avaliada e decidir qual opinião é melhor para eles. Em alguns casos, drogas como Viagra, que aumentam o desempenho e habilidade sexual, podem ser úteis se não exigirem a abdicação do tratamento com Abilify. É necessário que o paciente analise todas opções antes de tomar uma decisão definitiva.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível