Os efeitos de um divórcio sobre os filhos adultos

Escrito por jordan whitehouse | Traduzido por morgana nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos de um divórcio sobre os filhos adultos
Um filho adulto também sente os efeitos do divórcio dos seus pais (Pixland/Pixland/Getty Images)

Muitos supõem que o abalo emocional que um divórcio pode trazer é pior para as crianças mais jovens do que para os filhos adultos. Só porque ele chegou aos 18 ou 21 anos, não significa que esteja imune aos efeitos negativos da separação de seus pais. Na verdade, por ser mais velho e considerado mais maduro, é muitas vezes menos protegido do conflito.

Outras pessoas estão lendo

Tomar partido

Um dos efeitos mais comuns do divórcio em um filho adulto é que ele é forçado a escolher um lado no conflito entre os dois pais. As crianças mais novas geralmente não são apresentadas a esse dilema, pois acredita-se que elas são jovens demais para se envolver com tais escolhas.

No entanto, os pais de crianças mais velhas, muitas vezes pensam que podem dizer-lhes tudo o que está acontecendo, o que pode fazer com que elas fiquem emocionalmente envolvidas e, eventualmente, tomem partido de um dos pais em detrimento do outro. Uma vez que um lado é escolhido, é difícil para o filho ter uma relação com o outro progenitor.

Confiança

Quando o divórcio acontece com os pais de um filho adulto, ele geralmente é forçado a reconsiderar sua infância. Ao crescer, pode ter achado que era um dos sortudos que não tiveram a experiência de um divórcio porque sua família estava intacta.

Mas quando um divórcio acontece mais tarde, aquela visão de sua família e a estabilidade ela lhe deu de repente é diminuída. Essa confusão pode fazer com que seus próprios relacionamentos sejam postos em dúvida e isso pode impedi-lo de ser capaz de confiar em seus próprios parceiros e familiares no futuro.

Culpa

Um filho adulto também pode experimentar sentimentos de preocupação e culpa em relação ao pai mais vulnerável ​​no divórcio. Inevitavelmente, um dos pais geralmente sente mais os efeitos negativos e já que o filho vê a vulnerabilidade em seu pai, ele pode sentir que é o seu papel intervir e assumir a responsabilidade.

Os papéis frequentemente podem se inverter: ao invés dos pais oferecerem conselhos e sabedoria para seu filho, é ele que está tentando fornecer isso aos seus pais, a fim de evitar que os efeitos adversos do divórcio sejam sentidos.

Alienação

Os divórcios também podem trazer um sentimento de alienação aos filhos adultos quando os pais começam a encontrar novos parceiros. Logo após o divórcio, o filho pode ter sido a pessoa na qual o pai buscou apoio, mas agora que há um novo parceiro, ele pode não precisar mais do filho tanto assim.

Um novo parceiro pode também trazer ao pai novas qualidades que foram reprimidas no casamento. Isso pode fazer com que o filho adulto se pergunte se realmente conhecia seu pai. Mesmo se esses sentimentos forem bem fundamentados ou não, essa sensação de deslocamento pode fazer com que o filho adulto se sinta alienado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível