Efeitos do oxandrolona

Escrito por james rutter | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos do oxandrolona
Alguns dos efeitos colaterais do oxandrolona podem ser fatais (tablets image by Serghei Velusceac from Fotolia.com)

Oxandrolona é um hormônio esteroide prescrito para tratar condições médicas e usado ilegalmente para melhorar a performance. Enquanto o bodybuilding.com diz que "oxandrolona é considerado o esteroide mais seguro", usuários relataram efeitos colaterais, alguns deles podendo ser fatais.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Oxandrolona é um hormônio esteroide desenvolvido primeiramente por farmacêuticos de Searle, em 1964. Como todos os esteroides anabolizantes, ele é derivado do hormônio esteroide natural testosterona.

Benefícios médicos

Por causa de suas propriedades anabólicas (formação de tecidos), médicos têm prescrito oxandrolona para tratar várias condições médicas. Pacientes com queimaduras graves frequentemente sofrem efeitos fisiológicos, que incluem perda de massa corporal, fadiga, falha no sistema imunológico e a incapacidade de curar feridas. A oxandrolona tem mostrado aliviar essas condições, tanto em adultos como em crianças.

A oxandrolona tem sido receitada para pacientes de HIV sofrendo dos efeitos de perda de massa muscular no estágio avançado da AIDS e para pacientes de câncer e hepatite com perda muscular semelhante. A oxandrolona também ajuda a aumentar a densidade do osso em quem sofre de osteoporose.

Como a oxandrolona promove a síntese de proteínas no tecido muscular, médicos a receitam para estimular apetite e ganho de peso depois de cirurgias, infecções crônicas e traumatismo. A dosagem diária para adultos pode ser de 2,5 mg a 20 mg.

Uso ilegal

De acordo com o bodybuilding.com, a oxandrolona se tornou um esteroide popular para homens e mulheres adeptos da musculação e atletas que procuram uma alternativa segura para outros esteroides derivados da testosterona. Diferentemente do excesso de dosagem de testosterona, a oxandrolona não se transforma em estrogênio (essa conversão pode causar desenvolvimento de tecido da mama em homens e disfunção sexual), e não causa a virilização (desenvolvimento de características masculinas) em mulheres. Entretanto, em dosagens altas, mulheres reportaram perceber esses efeitos masculinizadores.

Pessoas que praticam a musculação e atletas continuam tomando oxandrolona porque promove o ganho de músculo e tem uma pequena meia-vida na corrente sanguínea, o que impede de ser detectado durante os testes anti-doping. Segundo o bodybuilding.com, atletas de força, corredores e pessoas competindo em esportes divididos pelo peso tomam a oxandrolona em dosagens baixas porque ela promove ganhos de força anaeróbica e explosão sem acrescentar muita massa muscular.

Contra-indicações

Homens que já tiveram câncer de próstata ou de mama, mulheres com câncer de mama acompanhado de hipercalcemia (níveis elevados de cálcio no sangue), e pacientes dos dois sexos com a doença de nefrose renal não devem tomar oxandrolona.

A oxandrolona pode alterar os efeitos de anticoagulantes e diluentes sanguíneos (como Warfarin) e usuários tomando essas medicações devem consultar um médico antes de tomar oxandrolona.

Além disso, de acordo com o drugs.com, dosagens altas de oxandrolona durante a gravidez podem causar a intoxicação do feto ou do embrião, infertilidade e a masculinização do feto feminino. Por causa disso, a Administração Federal de Comida e Drogas classificou a oxandrolona como Gravidez Categoria X, e mulheres grávidas ou que podem vir a engravidar não devem tomar a oxandrolona.

Hepatotoxicidade

De acordo com o site de informações de prescrição médica drugs.com, oxandrolona pode causar a hepatite peliose, uma condição que pode ser fatal, onde cistos formados de sangue se formam dentro do fígado e/ou dos rins.

A oxandrolona é modificada por um processo chamado 17-alfa de alcalização, que previne o fígado de combatê-lo facilmente e estendendo seus efeitos no corpo. Entretanto, esteroides modificados dessa maneira sobrecarregam o fígado, causando sua toxicidade e alterando seu nível.

Virilização

Em dosagens altas, usuários disseram perceber o engrossamento da voz, crescimento de excesso de pelos no corpo e no rosto, acne, pele oleosa e libido alterada. Homens também reportaram disfunção erétil que vai do priapismo (ereção quase constante) à impotência.

Mulheres que tomam oxandrolona são mais inclinadas a sofrer os efeitos masculinizantes dessa droga. Elas podem ter os ciclos menstruais alterados ou interrompidos, mudanças na libido e aumento do clitóris, que pode exigir cirurgia para corrigir.

Outros efeitos colaterais fisiológicos

A oxandrolona pode causar reações alérgicas, que incluem vômito, náusea, cólicas estomacais, diarreia, dor muscular, febre, dor de cabeça e icterícia.

Os usuários também podem sofrer alteração dos níveis de colesterol no sangue, incluindo a redução do colesterol bom e o aumento do ruim. Essa última condição pode resultar em arteriosclerose, que pode levar a problemas de coagulação, derrame e insuficiência cardíaca congestiva.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível