Efeitos das piretrinas nos gatos

Escrito por kelly gray | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos das piretrinas nos gatos
Sempre leia a embalagem antes de utilizar qualquer produto em um gato (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

As piretrinas, ou piretroides, são um grupo de seis produtos químicos que vêm de um extrato de flor de crisântemo. Eles são encontrados em uma variedade de produtos para cães e gatos, incluindo xampus, produtos antipulgas e anticarrapatos. Esses produtos também são encontrados em inseticidas que podem ser utilizados ​​em casa. Quando usadas corretamente, as piretrinas são seguras para os gatos e ao redor deles. No entanto, o uso incorreto pode levar à doenças ou mesmo à morte, pois a química atinge o sistema nervoso do animal.

Outras pessoas estão lendo

Alta temperatura corporal

A exposição à piretrina pode muitas vezes levar a uma temperatura corporal elevada, o que pode ser perigoso para a saúde do gato. A temperatura corporal normal de um gato é entre 37 ºC e 39 ºC. Uma alta temperatura, entre 40 ºC e 41 ºC, pode levar a inúmeros problemas, incluindo a perda e apetite, desidratação e, às vezes, danos ao cérebro. A respiração e o ritmo cardíaco de um gato também irão aumentar com a alta temperatura. Leve o felino afetado ao veterinário imediatamente para passar por um tratamento.

Intoxicação

A maioria das intoxicações por piretrina acontece quando o produto é utilizado inadequadamente ou quando um produto rotulado para um cão é usado em um gato. Ela é muitas vezes ingerida após o gato lamber o produto da sua pele. O envenenamento também pode acontecer se um cão que tiver sido tratado com o produto contendo piretroide chegar muito perto de um gato. Os felinos têm uma baixa tolerância para esta versão mais tóxica de uma piretrina e é por isso que é importante ler o rótulo de qualquer produto antes de utilizá-lo. Procure por permetrina, o ingrediente ativo da piretrina. Se um gato estiver com suspeita de envenenamento de piretrina, leve-o a uma clínica veterinária imediatamente para realizar um exame completo. Vários remédios podem ser usados para controlar os sintomas e será dado um banho para remover os restos do produto.

Convulsões

As convulsões são um sintoma comum de que um gato pode ter se envenenado por piretrinas. Assim como a maioria dos sintomas, elas geralmente começam entre uma e três horas após a exposição ao produto químico. No entanto, as convulsões continuarão a ocorrer por pelo menos 38 horas. Dê um banho no gato utilizando um detergente de lavar louça se a pele tiver entrado em contato com o produto químico. Enxágue-o bem e embrulhe-o em uma toalha para manter a temperatura do corpo. A hipotermia pode provocar o aumento da toxicidade no organismo do gato. Se o felino começar a convulsionar ou mostrar quaisquer outros sintomas de intoxicação, é importante levá-lo à clínica veterinária para obter o tratamento adequado.

Morte

Embora muitos estudos tenham sido feitos sobre os efeitos das piretrinas nos ratos, ainda não está claro o que uma dose tóxica ou letal faz em um gato. Alguns estudos indicam que uma dose tópica de uma 1 ml de uma solução que possua 45% de permetrina pode levar à morte em um gato pequeno de 4,5 kg se a toxicidade não for tratada. Os sinais de envenenamento ocorrem rapidamente. Os gatos também mostram sinais de agitação da orelha e da pata, conhecido como hiperestesia. Esses sintomas, em conjunto com os outros, são sinais de envenenamento por piretrina e devem ser tratados imediatamente por um veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível