Esteatose hepática felina

Escrito por kim leslie | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A síndrome felina do fígado gorduroso, também conhecida como esteatose hepática, é fatal se não for tratada a tempo. O fígado acumula células de gordura e faz com que o animal se sinta cheio, acumulando ainda mais gordura e continuando o ciclo até morrer de fome.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Geralmente, o primeiro sinal externo da esteatose hepática felina é a perda de apetite, e o gato pode perder peso rapidamente. Ele pode desenvolver icterícia, geralmente indicada pelo amarelamento da pele e dos olhos. Outros sintomas incluem vômito, diarreia, desidratação e letargia.

Causas

A causa exata da doença é desconhecida. Ela afeta gatos mais velhos e que estejam acima do peso com mais frequência, e também há uma alta ocorrência em animais com outras doenças, como o câncer.

Exames

O primeiro exame após uma análise física é um painel enzimático. Se os níveis estiverem elevados, seu veterinário pode recomendar um raio-X ou uma ultrassonografia. Dependendo dos resultados, ele pode pedir uma biópsia para garantir que o gato não tenha outros problemas.

Tratamento

O tratamento para essa doença é forçar o gato a comer novamente. Isso pode ser tão simples quanto oferecer alimentos diferentes ou alimentá-lo com líquidos especiais em uma seringa, ou tão complicado quanto inserir um tubo de alimentação no esôfago ou estômago do animal.

Prognóstico

Se for detectada precocemente, a esteatose hepática geralmente responde bem ao tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível