Mais
×

Estilos musicais para flauta

Atualizado em 20 julho, 2017

Muitos estilos de música para flauta existem, o que requer conhecimento especial do flautista para tocar de forma eficaz. Esses estilos são criados por compositores com experiências musicais completamente diferentes. Cada um exigirá que o flautista aprenda técnicas especiais e conhecimento da maneira com a qual cada música é construída. Aprendendo os diferentes estilos de músicas para flauta, um músico estará melhor preparado para apresentar qualquer peça que surja em seu caminho.

É exigida versatilidade e conhecimento de diversos estilos do flautista (Michael Blann/Photodisc/Getty Images)

Pop

Flautistas que desejam tocar música popular devem saber como dar um show para a audiência. Diferente de formas "sérias" de música, o flautista de pop deve saber mudanças básicas de acorde e ser capaz de improvisar passagens musicais. Apesar de técnicas especiais não serem usualmente exigidas do flautista que toca música pop, ele deve saber como posicionar o microfone na flauta de forma apropriada para obter o melhor som. Ele deve estar posicionado na frente do bucal e não na extremidade final da flauta.

Jazz/Blues

O jazz e o blues requerem conhecimento extensivo de símbolos de acordes, notação especializada e habilidades de improvisação. Esse estilo tem uma longa história na América e desenvolveu-se como uma forma de arte que se apoia na interpretação dos símbolos dos acordes para criar ideias melódicas fascinantes. Flautistas devem entender o conceito de notas "fantasma" e serem capazes de tocar quedas, ao rapidamente modificar a altura de forma descendente no instrumento. Esse estilo de música tem uma relaxada natureza livre e de caráter de improviso, que funciona bem com a flauta.

Clássico

A música clássica de 1600 a 1910 requer algumas técnicas avançadas. Flautistas devem saber fazer trinados, ornamentos e vibrações em seu instrumento. É frequentemente pedido que se façam solos e duetos extremamente técnicos com outros instrumentos. Flautistas devem ser capazes de aprender peças virtuosas rapidamente e com grande precisão técnica. A música clássica em geral tem progressões mais complexas e trabalhadas do que as de jazz ou blues. Isso se deve ao fato de que o compositor tem tempo para mapear as peças completamente e quase nunca é preciso que o flautista improvise.

Técnicas modernas

Flautistas que desejam tocar música moderna devem ter um conhecimento altamente específico de símbolos de notação e técnicas abrangentes. É comumente pedido a flautistas de música moderna que executem multi-fônicos que requerem a reprodução de vários tons de uma só vez. Flautistas são também comumente convidados a tocar "batidas chave", o que requer que soprem pelo instrumento e rapidamente movam as chaves, enquanto evitam mudar a altura do som. A música moderna usa avançados métodos de organização de som e escalas. Isso dá uma qualidade dissonante à música, a qual requer que o público escute mais cuidadosamente.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article