Conhecimento

Exemplos de apelo lógico em textos persuasivos

Escrito por kay tang | Traduzido por marina pastore
Exemplos de apelo lógico em textos persuasivos

A lógica é um dos principais recursos usados na escrita persuasiva

Comstock Images/Comstock/Getty Images

No século IV A.C., o filósofo grego Aristóteles escreveu "Retórica", um volume em que ele articulou métodos para apresentar evidências como forma de persuadir o público. Um dos três tipos de recursos usados num argumento é o "logos", ou um apelo lógico baseado na razão. Exemplos de apelos lógicos em textos persuasivos revelam uma série de técnicas para apresentar evidências.

Outras pessoas estão lendo

Definições e termos

Um apelo lógico pode girar em torno de uma definição ou afirmação referente à propriedade ou natureza de algo. Por exemplo, ativistas contrários às armas nucleares podem apontar para a natureza letal do lixo radioativo como um apelo a favor do desarmamento. Eles devem descrever as propriedades reais das armas nucleares para convencer o público dos danos causados à vida humana e animal, assim como ao meio ambiente. O ativista também deve explicar alguns termos — como radioisótopos, semeadura de nuvens e lesões por explosão — usados para fazer afirmações sobre armas nucleares.

Comparação e analogia

O uso de comparações e analogias baseadas em evidências pode tanto provar quanto refutar um argumento. No exemplo de um ensaio persuasivo sobre anti-vivisseccionistas no site Custom Essay Lab, o autor observa que, embora os anti-vivisseccionistas condenem a matança de animais, a maioria deles come carne. Uma comparação é feita, então, à indústria da carne, que conduz a matança em massa de animais regularmente, expondo, assim, a hipocrisia. Como resposta, os vivisseccionistas podem comparar a dor e a ansiedade sofrida pelos animais que aguardam a matança àquela de seres humanos no corredor da morte. Advogados tipicamente usam casos semelhantes para apoiar um argumento no tribunal.

Causas e consequências

Quando as pessoas fazem apelos lógicos para defender novas políticas em debate, elas tipicamente apontam para as consequências de ações tomadas ou evitadas. No "Discurso Sobre o Estado da União" de 1996, o presidente Bill Clinton tentou convencer o Congresso a aprovar um requerimento para o chip V em aparelhos de TV. O dispositivo permitiria que pais filtrassem conteúdo que considerassem inadequado para seus filhos. Ele entendia a ação dos pais como uma questão de responsabilidade pessoal, e não censura. A consequência de não agir seria a exposição de crianças a conteúdos possivelmente explícitos e prejudiciais.

Depoimento de especialistas

Um apelo lógico pode usar a influência do depoimento ou da opinião de especialistas no assunto em questão. Esta técnica traz credibilidade ao argumento. Por exemplo, o ensaio sobre anti-vivisseccionistas no site Custom Essay Lab faz referência ao reconhecimento de Albert Schweitzer de que experimentos com animais são indispensáveis para encontrar curas para problemas humanos.

Pesquisas e estatísticas

O uso de pesquisas e estatísticas pode ser uma ferramenta poderosa num apelo lógico. Você constrói credibilidade não apenas citando números, mas também usando a autoridade da instituição ou dos cientistas responsáveis pelos dados. Por exemplo, o ensaio sobre anti-vivisseccionistas no site Custom Essay Lab cita que mais de "60 mil operações de desvio da artéria coronária são feitas anualmente; seu sucesso pode ser relacionado ao fato de que elas foram originalmente realizadas em animais".

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media