Experimentos com os cinco sentidos para alunos do ensino médio

Escrito por tamara christine van hooser Google | Traduzido por carolina pires
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Experimentos com os cinco sentidos para alunos do ensino médio
Um projeto de ciências sobre os sentidos da borboleta explora como os insetos enxergam, escutam, sentem gostos e tato e como sentem cheiros (Peter Macdiarmid/Getty Images News/Getty Images)

As crianças começam a aprender sobre os cinco sentidos na pré-escola e no jardim de infância, mas no ensino médio já são capazes de planejar e conduzir um experimento sensorial mais formalizado. Tais experimentos podem ajudar os estudantes a explorar como os sentidos funcionam juntos ou focar em especificações científicas de como cada sentido funciona individualmente. Os estudantes devem identificar uma questão que envolva um ou mais sentidos. Desenvolva um teste para responder à questão, e aplique o teste em 50 ou mais pessoas para dar ao experimento uma base suficiente para confiabilidade científica.

Outras pessoas estão lendo

Pesquisa

Cientistas profissionais devem começar qualquer estudo conhecendo o trabalho que outros cientistas já fizeram e qualquer conhecimento já estabelecido no campo de sua pesquisa. Leia artigos, estudos e livros sobre como os sentidos da visão, olfato, paladar, audição e tato funcionam e interagem entre si. Defina um campo de interesse em um sentido ou como dois sentidos específicos funcionam juntos para formular a questão a ser testada. "Qual é a quantidade mínima de lúmens necessária para distinguir cor?" ou "Qual parte do corpo é mais sensível ao toque?" ou "A visão e o olfato afetam o gosto da sua comida?" ou "Usar uma orelha afeta a distância com a qual uma pessoa consegue ouvir um som?".

Hipótese

Uma hipótese é uma suposição educada que prevê a resposta para a questão proposta. Levando em consideração todo o conhecimento e os dados de pesquisa, preveja resultados para o seu teste. Por exemplo, "A ___ lúmens, a maioria das pessoas já não consegue reconhecer cores", "as pontas dos dedos são mais sensíveis ao toque do que o cotovelo," ou "Se você tampar o nariz, não será capaz de distinguir sabores em um teste cego."

Procedimento de teste

Planeje um procedimento que teste as variáveis em seu experimento. Por exemplo, mostre a cada pessoa uma seleção de cartões de cores em ordem aleatória diminuindo os lúmens até que elas não possam mais identificar as cores a uma distância de 3 metros. Uma outra alternativa é colocar uma venda na pessoa e tocar várias espessuras de linha de pesca em várias partes do corpo dela para determinar qual é a área mais sensível ao toque. Você também pode dar comida a uma pessoa vendada e testar sua habilidade de identificar sabores com seu nariz tampado e sem tampar, ou testar a habilidade de audição com um ou dois ouvidos aproximando lentamente uma pessoa vendada de um relógio de ponteiro até que elas ouçam seu barulho. Grave uma distância para cada pessoa testada e compare se a direção e o ângulo de aproximação fazem diferença.

Resultados

Depois de fazer os testes, os cientistas analisam os resultados e determinam conclusões sobre as explicações científicas por trás deles. Eles comunicam os resultados à comunidade científica e ao público com artigos e apresentações orais. Consulte seu professor para saber o formato esperado depois que seu experimento estiver completo. Você pode fazer uma apresentação oral para sua turma, escrever no formato de um artigo profissional para um periódico, ou criar uma mostra na feira de ciências. Qualquer formato de apresentação deve incluir fotos, gráficos e tabelas de seus resultados, assim como uma descrição clara e um resumo da pesquisa, da questão, da hipótese, do procedimento de teste e dos resultados. Explique se provou ou não sua hipótese e as explicações científicas por trás dos resultados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível