Explicações científicas sobre o alívio da azia causado pelo vinagre

Escrito por doug jefferys | Traduzido por allan magalhães
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Explicações científicas sobre o alívio da azia causado pelo vinagre
A sensação de queimação ocasional é irritante, mas geralmente não é uma ameaça grave à saúde (Tom Le Goff/Photodisc/Getty Images)

Os sintomas da azia são vivenciados por quase todos em algum momento. A sensação de queimação ocasional é irritante, mas geralmente não é uma ameaça grave à saúde ou estilo de vida. Porém, muitas pessoas convivem com ela regularmente, e muitas vezes o desconforto é severo. Esse é um motivo para preocupação, pois ferimentos graves podem ser provocados por azias repetidas e prolongadas. Muitas pessoas recorrem ao vinagre para tratar os sintomas.

Outras pessoas estão lendo

O que causa a azia?

A azia ocorre quando o ácido estomacal flui até o esôfago, canal que leva os alimentos da boca até o estômago. Existe uma válvula que separa o esôfago do estômago que deve manter o ácido neste último. Quando essa válvula não se fecha completamente, o ácido escapa e queima o esôfago. Essa queimação é conhecida como azia.

Visão tradicional

A crença tradicional é que a azia é causada por muita acidez no estômago. Portanto, o tratamento geralmente é focado no uso de antiácidos para reduzir o suposto excesso de acidez. Mas alguns médicos, principalmente os naturalistas, acreditam que muitas pessoas possuem pouco ácido, e não excesso. Eles afirmam que a acidez do estômago é reduzida ao longo do envelhecimento. Os adolescentes possuem muito mais acidez estomacal do que os adultos, e mesmo assim, raramente apresentam azias.

Pouco ácido

O ácido do estômago é importante para mais do que apenas digerir os alimentos. Ele também ajuda a manter a quantidade adequada de bactérias benéficas necessárias na digestão, enquanto evita que as bactérias nocivas causadoras de doenças se multipliquem demais. A acidez estomacal faz parte do nosso sistema imunológico. As pessoas que possuem uma baixa acidez estomacal muitas vezes ficam doentes porque as bactérias indesejadas conseguiram crescer e se propagar. Os antiácidos podem piorar essa condição, por conta disso, alguns médicos não recomendam seu uso.

A teoria do vinagre

É importante notar que o vinagre de maçã não filtrado é o único tipo de vinagre recomendado no tratamento da azia. Os outros tipos não possuem as mesmas qualidades e podem ser prejudiciais se consumidos em quantidades elevadas.

A teoria por trás do uso do vinagre de maçã no tratamento da azia baseia-se no conhecimento de que o esfincter inferior do esôfago -- válvula que evita que o ácido do estômago vá até o esôfago -- se fecha na presença do ácido. Quando há muito pouco ácido, a válvula não se fecha completamente, e o ácido pode passar através dela, provocando a azia. O vinagre de maçã adiciona acidez ao estômago, fazendo com que o esfincter inferior seja fechado completamente, evitando a chegada do ácido até o esôfago.

Um teste popular para determinar se sua azia é causada por pouca acidez é ingerir uma colher de sopa de vinagre de maçã antes de uma refeição. Se isso reduzir a azia, provavelmente o problema é causado pela acidez reduzida.

Precauções

O vinagre de maçã foi usado e recomendado por anos como uma substância saudável para muitos problemas, incluindo a azia, mas a maioria dos relatos que suportam a sua eficácia são casuais. Não foram feitos muitos estudos científicos sobre o uso do vinagre de maçã como tratamento para a azia. Alguns médicos especialistas não recomendam o uso do vinagre. Esteja ciente de que trata-se de um ácido, e ingeri-lo demasiadamente poderá eventualmente ferir o esôfago. Ele também pode danificar o esmalte dos dentes e possivelmente perturbar o equilíbrio ácido do estômago.

Recomendações

Caso deseje utilizar o vinagre de maçã para melhorar sua saúde e combater a azia, consulte um profissional de saúde familiarizado com esse tipo de vinagre que saiba como monitorar a eficácia do consumo e que esteja atento ao surgimento de efeitos negativos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível