on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Dois fatores que causaram o crescimento populacional nos últimos 200 anos

Atualizado em 23 março, 2017

A população mundial alcançou 1 bilhão no início do século XIX. De acordo com o jornal "Guardian", ela alcançou 7 bilhões em 2011. Isso significa que a população teve uma taxa de crescimento muito maior nos últimos 200 anos do que no resto da história. Existem diversas razões para isso, mas elas podem ser simplificadas em dois temas amplos: a queda da taxa de mortalidade e o aumento da taxa de natalidade. É claro, o assunto é muito mais complexo do que isso, mas caso você o aborde nesses ângulos, é possível começar a entender o crescimento populacional mundial.

O mundo possui bilhões de pessoas (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Taxa de mortalidade reduzida

De acordo com o artigo da Universidade de Yale "The Population Explosion" (A explosão da população), muitas crianças nascidas antes de 1800 não passavam dos cinco anos. O ano 1800 marcou o inicio de uma era em que as crianças começaram a viver mais, reduzindo o número de pessoas morrendo em relação ao número de pessoas nascendo, o que causou o aumento populacional. Essa taxa de mortalidade reduzida pode ser atribuída a procedimentos médicos melhores e o aumento das vacinas, melhoria na saúde pública, água potável mais limpa e mais alimentos para evitar que as crianças morressem de fome.

Loading...

Aumento da taxa de natalidade

A taxa de natalidade também aumentou nos últimos 200 anos. Isso ocorreu porque as crianças que conseguiam viver além do quinto aniversário seguiram suas vidas para ter seus próprios filhos. A taxa de mortalidade infantil em 1750 era de 25 a cada 1.000 nascimentos, mas em 2000 ela diminuiu para menos de 10 a cada 1.000, de acordo com o Centro de Mudanças Globais da Universidade do Michigan. Essas pessoas, então, procriaram, causando uma explosão no crescimento populacional. Uma olhada em um gráfico da mortalidade infantil reduzida mostra quedas íngremes em pontos específicos. Por exemplo, a utilização de sabão diminuiu a mortalidade infantil, assim como os antibióticos e vacinas.

Alimentos

Uma das principais razões para o aumento da taxa de natalidade e a redução da taxa de mortalidade é a produção alimentícia. A agricultura e criação de animais se tornou mais eficiente nos últimos 200 anos, o que significa que as pessoas estão melhor equipadas para se alimentarem. A nutrição estava prontamente disponível em 1800, com a abertura comercial das Américas, dando às pessoas acesso a batatas e milho, além da revolução agrícola, que ajudou as pessoas a cultivarem mais alimentos em menos espaço. Essas mudanças ocorreram antes das mudanças na saúde pública, mas as taxas de mortalidade ainda caíram, o que indica que a alimentação era uma variável importante nessa situação.

Saúde

A saúde pública também mudou bastante nos últimos 200 anos. Uma das maiores mudanças foi o melhor acesso à água potável, o que reduziu as doenças. Com as doenças e a taxa de mortalidade reduzidas, as taxas de natalidade e o crescimento populacional aumentaram. Os tratamentos melhoraram também. Por exemplo, doutores e cirurgiões começaram a esterilizar seus instrumentos e mãos antes de iniciar os procedimentos, o que reduziu a taxa de infecções hospitalares. A invenção dos antibióticos é outra parte importante dentre as melhorias que contribuíram para uma queda na taxa de mortalidade, que levou a um aumento geral da população. Essa queda é ilustrada pelos gráficos de mortalidade, onde a ela ocorre nos mesmos períodos em diversos países, durante o advento das melhorias sanitárias, antibióticos e medicina esterilizada. Por exemplo, a taxa de mortalidade na Suécia era de 25 por 1.000 no início dos anos 1800 e, então, caiu para menos de 20 quando o sabão foi introduzido nos hospitais.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...